sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Deambulam meus sonhos em folhas que caem

Deambulam meus sonhos em folhas que caem
Sentindo o seu perfume, ao passarem por mim
Aureolaras da natureza que mormente esvaem
Mas meu corpo a recebe qual aveludado cetim
.
A brisa me conduz, qual sentimento tão fugaz
Onde me exponho a sonhar em total liberdade
Sinto que me estás perto com o teu jeito voraz
Onde unimos os sentimentos  de reciprocidade
.
O sol brilha em meu rosto, ao ver numa folha
Teu sorriso comprometido, fizeste tua escolha
Deixando meu sentimento fluir nesta viagem
.
Deambulando na beleza d'um outono molhado
Como o sol e o  vento que espreita, enamorado
Sussurro-te meu  pensamento, doce mensagem.
****
Cidália Ferreira

20 comentários:

  1. Um belo poema outonal, gostei bastante.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
  2. Lindo demais,querida amiga poeta Cidália!O amor faz parte de você,pessoa linda!

    Outono aí e imagem maravilhosa!

    Aqui primavera e flores.Um mar nos separa,mas nossos corações não,amiga. Amizade não tem espaço ou tempo,ou lugar!

    Anos de blog e sempre juntas prestigiando uma à outra!

    Sabe como cheguei aqui hoje? Porque seu blog está na minha lista de favoritos e recebo suas atualizações!

    Tem posts novos no meu blog e pode escolher vendo as categorias à direita.

    Comente,quando tiver tempo,mais de um,ok?

    Obrigada pela visita e volte sempre!

    Seu blog está na minha lista de blogs favoritos na latral direita do meu! Basta Olhar!


    Beijos sabor carinho e ótima semana de Paz Profunda!


    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  3. Seus poemas são de extrema sensibilidade Cidália!
    Amei essas folhas de Outono caindo e os sussurros do pensamento levando a mensagem de amor.
    Lindo!
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Que radioso e acetinado poema amiga Cidália! Uma brisa outonal recheada duma magia poética invadiu hoje o teu cantinho. Adoreiiiiii....que imagem encantadora para um poema sublime. Da tua alma só saiem inspirações divinais, umas mais tristes que outras mas todas elas de louvar.
    Um grande beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  5. Linda a tua inspiração! Talentosíssima poetisa!

    PS. Amiga, ando engajada num serviço social, por isto ando um pouco ausente. Mas sempre que dá, leio a tua bela obra deixando os meus aplausos com carinho.

    Beijinhos e até mais!

    ResponderEliminar
  6. Lindo e a imagem maravilhosa.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  7. Muy bello tu poema, querida amiga.

    Muy feliz fin de semana.

    Un beso.

    ResponderEliminar
  8. Que belas linhas arrasou na imagem,
    bom final de semana, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  9. Maravilhosa forma de escrever poesia. Amei seus versos.
    Bjos

    ResponderEliminar
  10. Linda poesia. Beijos, bom final de semana

    ResponderEliminar
  11. Belíssimo e suave poema! Uma delícia!
    Parabéns.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar


  12. ORÇAMENTO PARA 2017
    Daqui dos lençóis do leito matrimonial do 2.º andar Esq. do imóvel n.º 12 da Rua José da Costa Pedreira 1750-130 Lisboa (com todas as taxas regularizadas incluindo o IMI) venho informar-te de que, por mais que te pareça estranho publiquei ontem na NOSSA TRAVESSA – http://anossatravessa.blogspot.pt – um textículo curto sobre os tratos de polé que tem vindo a sofrer o “desgraçado” ORÇAMENTO PARA 2017. Aos abrigos!!!!

    Aguarda-se a todo o momento a chegada de especialista especialmente contratado e em rigoroso exclusivo para resolver de uma vez para todas estas filhas de putice!!!!!!! Entretanto procura-se, morto (de preferência) ou vivo, Blogger com aspecto muito duvidoso – como sempre. Dão-se alvíssaras (em Rupias).

    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  13. Belo poema, cara amiga Cidália. Belo soneto, com a força do teu estilo, acompanhado por esta bela música, convida a gente a dançar, porque as flores que colorem teu outono dão um aspecto de primavera, qual a primavera do meu país. Então, que teu coração viva a eterna primavera. Um abração daqui do outro lado Atlântico. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  14. Com a referência às folhas, trata-se de um poema que vem a calhar nesta época.
    É lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Belíssimo... sempre. E essa música... já lhe disse... me apaixonei por ela. Beijossss.

    ResponderEliminar
  16. Minha amiga, que poema maravilhoso. Parabéns pela escolha da imagem. Linda mesmo.

    Apesar do mau tempo que temos na nossa zona, desejo-te um sereno fim de semana. Beijos para ti e teus filhotes.

    ResponderEliminar