terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Sopra uma brisa em solitários montes

Sopra uma brisa em solitários montes,
Espreita o sol que envergonhado
Vai aparecendo, fazendo sorrir
Ramos vivos que esperam florir
Sentem que existe vida a chegar,
Por entre montes, vales verdejantes 
O cheiro da brisa, saudável natureza 
Onde vagueiam segredos de amantes
Ansiando que o melhor esteja para vir
Espalhando esperança pelos horizontes,
.
Sopra a brisa em solitário coração
Entregue aos encantos da natureza,
Até as nuvens que parecem dançar
Nos raios de sol que querem espreitar,
Saltam sentimentos deixando saudade
Sobre as nuvens que seguem destino,
Solto meu grito,  ninguém me ouve
Só meu imaginário que é de verdade
O sol e a brisa, onde perco o tino
Ao vaguear por montes de inspiração
***
Cidália Ferreira.

25 comentários:

  1. Lindíssimo!!!!!!!!!!!! Ótimo dia!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  2. Olá, bom dia!

    "Saltam sentimentos deixando saudade"
    Excelente poema.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Marco Aurélio - Brasil2 de fevereiro de 2016 às 13:42

    Querida amiga Cidália..... poema excelente, lindo, tocante!!!
    Acho que nem tenho mais elogios para você.... ficam repetitivos!!!!

    ResponderEliminar
  4. Oi Cidália,
    Maravilhosa prosa poética. Só você mesmo...
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  5. E que inspirações amiga.
    Uma mais linda que a outra!
    Amei.
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderEliminar
  6. A Cidália consegue inspiração para a sua poesia com uma facilidade e talento fantásticos. Parabéns!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  7. Versos que traduzem um belo voo. Você começa pela natureza encantada e vai para a observação dela, através de um coração que guarda sentimentos. Bjs.

    (respirodapalavra.blogspot.com)

    ResponderEliminar
  8. Lindos versos!
    Você: sempre tão inspirada!?

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Bom dia,
    Somos vento que sopra calmaria
    brisa que lhe acaricia o rosto
    furacão que arranca telhados.
    Somos tudo, não somos nada.
    Somos do ar.

    ResponderEliminar
  10. Muito lindo,Cidália! Tudo de bom! bjs, chica

    ResponderEliminar
  11. Que brisa maravilhosa irrompeu por este cantinho e deixou-o perfumado como a mais bela natureza. Lindo demais Cidália, uma inspiração cheia de frescura com uma nota de grande sensibilidade rematada com uma imagem que ofusca o olhar. ADOREI....um abraço e uma feliz semana

    ResponderEliminar
  12. Sempre inspirada nos brindando com suas pérolas poéticas e esta brisa com o doce aroma do amor me atraiu para esse néctar
    Um lindo dia Cidália
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Lindo um belo poema minha amiga.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  14. inspiração e nostalgia de mãos dadas...

    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  15. Cara amiga Cidália, estás a nos presentear com mais um belo poema lírico dentro do teu estilo, ou seja, romântico e musical, mas sempre louvando a natureza.
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  16. Que linda poesia arrasou como sempre
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Meu vídeo:https://www.youtube.com/watch?v=apP6eHn5PlI

    ResponderEliminar
  17. Lindo este despertar.
    Parece uma simbiose perfeita entre a madrugada e os sentimentos pessoais.
    Maravilhoso ver o dia acontecer nestas cores.

    ResponderEliminar
  18. Cidália que linda inspiração.

    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  19. E a brisa que soprou, inspirou maravilhosamente a poetisa.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar