sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

És o luar que mora no meu coração.

A noite chegou, trouxe a solidão
Que de mansinho se acomodou
Como a tristeza no meu coração,
Senti-te partir sem nada dizeres
Ficando a lágrima no meu olhar 
Que se confessa à luz do luar,
Vagueio em momentos de saudade
Em sufocadas lágrimas de tormento 
Onde nada sou, apenas lealdade 
Que te respeita tanto, não tem maldade
Talvez a minha ingenuidade, por amar
.
A noite chegou, tristeza infinita
Que se apodera em meu pesado silêncio, 
Sobre palavras medito, não tenho resposta
Que te possa justificar o quando preciso,
São tantos os momentos que fico aflita
Sinto que me afastas-te do teu mundo
Como frias palavras que foram lançadas
São momentos, cansaços, pura exaltação, 
És meu Anjo, meu imaginário profundo
És a alegria, a tristeza, a lágrima 
És o luar que mora no meu coração.
***
Cidália Ferreira

17 comentários:

  1. Um poema tão belo e fechado com chave de ouro em forma de versos:
    "És a alegria, a tristeza, a lágrima
    És o luar que mora no meu coração."


    Lindo, muito lindo.
    Beijos, Cidália

    ResponderEliminar
  2. Abençoado final de semana!!!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  3. Lindo poema amiga Cidália.
    Amei cada palavra.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Muito belo. Mais um doce poema, amiga Cidália.
    Palavras que se encaixam, num sentimento profundo.
    Parabéns,amiga e um Feliz fim de semana.
    Beijinho !!!!!

    ResponderEliminar
  5. Quando o amor acontece
    No sufoco que se esvai
    A tristeza aparece
    Numa lágrima que cai
    .
    Quando o coração emudece
    No desgosto da ilusão
    Uma lágrima acontece
    Feita gota de emoção
    .
    Quando a ilusão transborda
    Num olhar de árdua visão
    A lágrima cai e acorda
    Lavando a alma e o coração
    .
    Beijinho e...alegra essa alma.

    ResponderEliminar
  6. Poema maravilhoso amei, bom final de semana.
    Meu Canal: https://www.youtube.com/watch?v=apP6eHn5PlI
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Poema triste mas muito bem estruturado, que me emocionou. O amor em palavras de esplendor...

    ResponderEliminar
  8. Um poema muito belo e triste, comovente mesmo.
    Um beijinho com o desejo de um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Luar é uma luz sóbria, um tanto fria, mas muito romântica, lindo
    o poema, beijo Cidália e bom fim de semana amiga

    ResponderEliminar
  10. Boa noite Cidália,
    Um poema lindo em ternos e sofridos versos!
    O amor tudo vence!
    Um beijinho e bom fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  11. Lindo e inspirado como sempre, amei ler linda poetisa!
    Abraços bem apertados!

    ResponderEliminar
  12. Noite solitária onde a lua se torna amiga inspiradora.
    Um bom, feliz e abençoando final de semana e inicio de um novo mês. Eu te amo e Deus ainda mais. Bjs

    ResponderEliminar
  13. Uma linda confissão ao luar, com palavras emocionalmente fortes que arrancam uma lágrima ao coração! Parabéns pelo brilhantismo deste poema carregado de emoções profundas e palavras perfeitamente escolhidas. Um abraço com carinho e bom final de semana

    ResponderEliminar
  14. A noite torna ainda mais intensa a solidão.
    Nostálgico e belo poema.
    Beijinhos
    MAria

    ResponderEliminar