quinta-feira, 19 de março de 2015

Senti-me sozinha quando te procurava.

Senti-me sozinha quando te procurava
Neste lugar marcado, encontro o vazio
Sentia o perfume no ar, e vislumbrava
O horizonte por onde vagueio sem frio

Encontro marcado mas sempre falhado
Fiquei durante horas apreciando beleza
Águas que dançam em coração magoado
Que continua esperando mas sem certeza

Neste lugar sereno todas as recordações
São  momentos alegres da minha mente
Em que se encontra com os seus botões

Vou continuar a esperar-te e escondida
Só o rio entende  porque estou carente
Vou continuar no meu mundo...pedida.
****
Cidália Ferreira

21 comentários:

  1. A solidão e muito triste,nos sentimos completamente perdidos.
    Lindo amiga Cidália.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Admirável soneto; gostei muito da expressividade, além da criatividade.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  3. Tristinho... porém lindo e doce. Bjusss

    ResponderEliminar
  4. Oi Cidália
    Lindo o seu soneto. Está cada dia melhor.
    Não gosto de solidão; nunca estou só.
    Beijos no coração Lua Singular

    ResponderEliminar
  5. A solidão sempre insiste em assolar os nossos corações, Cidália beijos.
    Blog /Fan Page / TSU/

    ResponderEliminar
  6. Poema um pouco doloroso porque esperar é muito ruim, mais essas palavras
    vem da alma e do puro coração
    Curta e siga o meu canal:https://www.youtube.com/watch?v=3xZdo8xMv34

    ResponderEliminar
  7. Sentimentos de solidão são constantes na vida do ser humano. A real é que todos nós buscamos um grande e lindo amor!!!

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  8. A solidão é sempre triste.
    Mas o poema é lindo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Perdida e só no teu mundo, soltaste toda a amargura da tua alma...desabafaste o teu tormento...a solidão que te desvasta. Não obstante as emoções tristes, os teus poemas são divinos e lindos de ler e reler. Adorei Cidália...um poema muito bem elaborado e de forte carga emocional..muitos beijinhos para ti

    ResponderEliminar
  10. Há momentos em que na falta do verdadeiro encontro nos sentimos perdidas, mas não podemos viver apenas de recordações...há que tentar acabar com a solidão.
    Muito belo, e triste.
    xx

    ResponderEliminar
  11. Outro poema fantástico!
    Quantas vezes me sinto assim. Gostei
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Pois...quem te mandou deixar o telemóvel em casa?.
    ..
    Mais a sério: Gostei muito do poema mesmo que note nele uma solidão que temos que fazer tudo para que deixe de existir
    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Gostei do poema, Cidália!
    Sensível e bonito. Acertada escolha de palavras!

    ResponderEliminar
  14. Poema lindo e sensivel...adorei e quantas vezes me sinto assim...

    Beijo...

    ResponderEliminar
  15. Infelizmente a solidão chega sem a querermos por perto,
    mas não podemos dar chances pra que ela permaneça!
    Lindo poema amiga poetiza!
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  16. A solidão também é inspiradora e em algum momento da vida, necessária!

    Lindo soneto!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Um soneto belo mas triste de uma procura constante.

    beijinho

    ResponderEliminar
  18. Linda poesia. Uma doce inspiração,ainda que triste. Parabéns poetisa. Bjs

    ResponderEliminar
  19. A solidão custa muito...
    A foto foi bem escolhida, condiz perfeitamente com o poema.
    Bjs

    ResponderEliminar