sábado, 20 de setembro de 2014

Desorientada...

Subi desorientada numa montanha de nada
Procurei o meu eu, que havia deixado atrás
Tinha  comigo mágoas de uma vida  passada
Partículas queimadas, coração que se desfaz

Desorientada soltei o grito, sufoco que existia
Meu coração partiu em pedaços, via-te seguir
Dos meus braços arrancaste lágrimas de agonia
E dos olhos palavras que ficaram por exprimir

Arrancas do meu peito fortes emoções de dor
Emoções  desorientadas que dissipo por amor
Espalhando com tristeza lágrimas de emoção

São pedaços de mim que atingiram os limites
Sobre montanha de nada, sei que só tu existes
E assossegas-me com palavras ditas ao coração.
***
Cidália ferreira

21 comentários:

  1. MARAVILHOSO ... SUBLIME.

    Feliz fim de semana
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Oi Cidália, os poema bem expressam o que sentimos. Quase sempre
    um desabafo inconsciente. Parabéns linda forma de expressão. Bom final de semana prá vc. bjs

    ResponderEliminar
  3. Intensidade e tanta beleza! beijos, lindo dia! chica

    ResponderEliminar
  4. Bom dia, amiguita !!!!!!!!!
    A intensidade destas palavras sobrecarregam na mais profunda......Saudade.
    Mas que sejam sómente desabafos de dor, porque quem parte para melhor, é sabido que nos vai deixar mais confortados.
    O longe é perto, amiga ...........
    Beijinho e Alegre fim de semana !!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. O amor nos orienta tanto num rumo só que ficamos desorientados para a lógica de viver. Muito lindoooooo. E essa música está linda também. Beijosss

    ResponderEliminar
  6. O amor é tão antagônico...Delícias e tristezas...
    Belo, Cidália!
    Beijão!

    ResponderEliminar
  7. Bom dia bom final de semana
    com muita chuva por aqui.

    Um verdadeiro amigo é alguém que pega a sua mão e toca o seu coração

    . (Gabriel García Márquez)

    Bjuss de sempre

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  8. Dor e tristezas misturadas.mas
    ser um belo poema bjusss

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Cidália
    Lindo poema com uma mistura de sensações tristes...mas belo.
    Bom sábado
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Um poema que expressa sentimentos tristes.
    bjs amiga Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  11. O amor é tão maravilhoso que as vezes nos deixam desorientados, Cidália beijos.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderEliminar
  12. De facto o amor desorienta...
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  13. um soneto muito sofrido, e fecha com nuances de desassossego.
    bem rimado!
    bom fim de semana.
    beijos

    :)

    ResponderEliminar
  14. Maravilhoso e intenso!
    Bom fim de semana.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. FIQUEI ENCANTADA COM ESTE POEMA!!
    PARABÉNS.
    BJITOS

    MARGARIDA

    ResponderEliminar
  16. lindo poema amiga e é isso, o amor desorienta mesmo,porque sera?....coisa da vida beijinho

    ResponderEliminar
  17. Uma desorientação que deu um belo "fruto"...uma forte inspiração para mais um poema sublime, que nos deixa profundamente emocionados...parabéns Cidália pela tua forte dedicação à poesia...

    ResponderEliminar