quinta-feira, 26 de abril de 2018

Vida inconstante...

No baloiço que a vida me ofereceu
Tento firmar os meus  pensamentos
Elevar o olhar sorrir aos momentos
E de repente, sinto que amanheceu
*
O silêncio num obstáculo apetecido
Como escassez do sol sem presença
Que me deixa na frenética diferença
E neste baloiço, um amor esquecido
*
Vislumbro o horizonte com devoção
Onde espero, ver chegar, ao coração
A energia precisa para um recomeçar
*
O baloiço é como a vida, inconstante
Que me  permite silenciar o relevante
Em cada dia que me sinto a tropeçar.
****
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 25 de abril de 2018


'1974 - 2018' = 44 anos...  Vejam e ouçam  o video.

Resultado de imagem para 25 de abril


Por hoje é só isto. Um bom dia de feriado para todos...em Liberdade.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Não tenho a beleza das borboletas.

Não tenho a beleza que tanto queria
Nem um coração assim tão forte
Sou como uma borboleta, frágil
E como a flor, quando murcha
Sou tantas vezes incompreendida
Sou com o tempo jogado à sua sorte
*
Por vezes, sou a lágrima, a felicidade
Sou o sol que ilumina a terra
Sou o paraíso no peito de alguém
O perfume peculiar, a lealdade
Onde tantas vezes o desdém 
Mas sempre, a palavra sincera
*
Não tenho a beleza que tanto queria
Por vezes, nem alegria no coração
Quantas vezes divago na magia 
Na beleza vincada das borboletas
Que tantas vezes voam incompletas
Deixando meu pensamento em revolução.
***
Cidália Ferreira

domingo, 22 de abril de 2018

No meu cavalo domado, galopando. {POETIZANDO}

Numa viagem pelos campos viçosos
Onde outrora brincava como criança
Na inocência e dos tempos rigorosos
Levam-me a recordar com esperança
*
Hoje a viagem é seletiva, inspiradora
E no meu cavalo domado, galopando
Imaginando, serei tua musa d'outrora
Onde tantos sonhos eu fui guardando
*
Mas nesta viagem  ao mundo virtual
Onde a solidão em campos de ar puro
Me faz gostar muito mais de ti... juro
*
Juro que esta viagem será a felicidade
Serás para mim aquela eterna saudade
Nesta viagem tão serena.. e magistral
****
Cidália Ferreira.


O Poetizando e Encantando já vai na sua trigésima segunda " 32 " edição.  Mais uma vez, ainda que, de uma forma muito simples, tenho o gosto em "abraçar" esta  brincadeira poética, esperando ser do agrado de quem me lê e comenta...Obrigada  Prfª Lourdes Duarte...

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Nunca caminharei sozinha...

Foto de Cidália Ferreira.
imagem minha
Numa caminhada por caminhos incertos
Terrenos férteis, ervas bravias, verdes
Crescendo sozinhas,
Águas caíram em dias difíceis
O tão desejado alimento
Onde as brechas deixaram de existir
Quando a chuva insistiu em cair,
Flores campestres, ervas daninhas
Que encontro nas manhãs, e pelas tardes
*
Nunca estarei sozinha enquanto caminho
Medito, olhos os campos rejuvenescidos
Ouço o esvoaçar dos pássaros
Procurando os ramos já floridos,
Os raios de sol alimentam-me a alma
Rendo-me, ao tão desejado calor
E à beleza de um tapete verdejante,
Nunca caminharei sozinha
Enquanto encontrar apenas, uma só flor.
***
Cidália Ferreira.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

As lembranças...

Foste embora, deixaste aquela saudade
Daquele momento onde a ti me abracei
As águas serenavam em pura liberdade
Mas apenas ao silêncio, eu me apeguei
*
As lembranças contigo são o meu apego
Os teus abraços sentidos são o alimento
Daqueles momentos belos, o aconchego
Mas quando te vejo ir... fico em lamento
*
A lua em seu esplendor me fazia cogitar
As estrelas num bailado...luzidia solidão
Como era bom ter-te nos braços e incitar
Mas foste embora, tens a minha gratidão.
****
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Folga

Imagem relacionada

Por motivos óbvios, hoje, estarei de folga.  Estarei ausente o dia todo. Vou "passear" e arejar as ideias. Não, não estou doente, é só mais uma visita à Invicta... Porto. 


Cidália Ferreira.