quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Acredita, na força das notas escritas.

Neste meu momento sereno
Quando penso no quero escrever
Imaginar-te-ia moreno
Voz límpida, encantadora
Causador, desta modesta inspiração
Nas noites, em que fico sem te ver,
Pudesse eu, fazer-te-ia uma música
Que ouvisses num som silencioso
E que te entrasse coração
Da forma mais motivadora,
Que te deixasse a sensação de leveza
E te levasse, toda essa tristeza...
*
Neste momento em que desejo tanto
Como desejo as pétalas perfumadas
Jamais te queria ver num pranto
Nem com felicidade aniquilada,
Olha-me nos olhos, e acredita
Acredita na força das notas escritas
E na energia que te quero transmitir,
Escuta, não penses que são apenas palavras
Quando a junção está nas palavras ditas,
Medito, chego a uma conclusão
Que bom seria se pudesses sentir
A minha força... para a tua motivação!
***
Cidália Ferreira.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

"Intempérie na minha mente"

Sopra um vento possante e assustador
Em dia de intempérie na minha mente
Bate forte, o meu coração sem limites
Por se encontrar fraco, constrangedor
Sensível a qualquer abalo e mormente
Falta-me a força que tu me transmites,
Quando abro a janela, ao meu coração
*
Na eminencia da vida que tanto anseio
Não é compatível com a minha alegria
Uns dias a felicidade escapa pela janela
Onde um vento possante provoca receio
Traz-me desalento à mente, e bom seria
Se o vento passasse, sem deixar mazela,
Neste silêncio cinzento, foge-me o chão.
****
Cidália Ferreira.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Percurso em tons de violeta. (Poetizando)

(Imagem escolhida  pelo, Poetizando e Encantando)
Carrego no meu pensamento sonhos, instigantes
Imaginado o jardim mais lindo no nosso planeta
Minhas preces vão além do infinito, qual violeta
Cor das flores, enaltecendo, campos verdejantes
*
Pode apenas existir no pensamento, um caminho
As nuvens dançam e decidem um longo percurso
Meu olhar, sobre o azul profundo, e sem discurso
Sigo o meu caminho, neste destino, tão calminho
*
Embriaga-me o aroma do embelezado horizonte
Envaidece meu olhar, com uma árvore de fronte
Onde me dificulta a escolha no caminho a seguir
*
Quando um percurso se faz, numa escolha a dois
Tudo o que sonhamos e não queremos, é o depois
  Mas o sonho acabou. Esta beleza passou a existir .
****
Cidália Ferreira.

A minha segunda participação no Poetizando e Encantando, da Amiga Lourdes Duarte.

sábado, 13 de janeiro de 2018

Gélido Pensamento...

Imagem relacionada
Chegou a noite ao meu frio pensamento
Triste certeza, dura realidade
Mais um dia chegou, e partiu
O sol não voltou,
Gélidas palavras que meu coração gravou,
Entristeceu, sem ver chegar o momento
Numa fria sensação que atormenta
Onde a sensibilidade aumenta 
Vagueando no meu ilusório sentimento
A reciprocidade
Que não sei, se algum dia, existiu...
*
Nesta frieza da noite, carrego no coração
Algumas emoções...desdém
Tristeza profunda,
Lacrimejam meus olhos ao imaginar
Num sentimento de rejeição,
Olho a lua encoberta de incertezas
Anteveem-se dias cinzentos, irão chegar
Preciso da tua companhia, também
Para não me sentir moribunda,
Fazes parte do meu imaginário vagabundo
E de todas as minhas lúcidas certezas.
***
Cidália Ferreira 

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

No silêncio da luz do luar

Ao brilho da lua e das estrelas, desejando
Ser levada, para mais uma dança sensual
A efervescência da lua nos vai extasiando
Olhos nos olhos, desejo da libido. Casual
*
Enquanto meu corpo num redopio agitado
Estremece, ao sentir o teu toque em magia
Deixa-se levar ao som do desejo, ilimitado
Porque extravasa paixão, tão apetecido dia
*
Vem desvendar a ilusão, desta nossa dança
Levar-te-ei ao céu, sem qualquer cobrança
Preciso de me sentir segura em teus braços
*
No silêncio das estrelas reina a luz do luar
Dançamos apenas na ilusão do verbo amar
  Onde nos unimos, em apaixonados abraços. 
****
Cidália Ferreira.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Meu pensamento viaja em tarde de Inverno

Meu pensamento viaja pelo horizonte
Enquanto, de janela aberta
Sinto o passar do tempo
Numa brisa suave e breve,
Num silêncio que me fascina
Me faz viajar no momento
E num sentimento livre, tão leve
O meu coração se resigna
*
Ouço o silêncio das folhas que mexem
Medito. Lembro-me das flores
Que outrora floresciam em meu jardim
Dos lindos amores-perfeitos
E da fragrância do alecrim
Saudade do tempo, sem dissabores
*
Meu pensamento viaja em tarde de Inverno
Contempla os momentos de sol
Num silêncio que perturba meu coração
Imaginado, que além do horizonte me esperas,
O sol brilha num vento sussurrante
Meu olhar desvia o pensamento vão,
Faz-se tarde, imagino-te deslumbrante,
Ao chegares, à minha janela, tão terno.
***
Cidália Ferreira

domingo, 7 de janeiro de 2018

Fascínio de um universo estrelado

E num passeio pelo fascínio do universo
Onde nossos pensamentos se entrelaçam
Os sentimentos fluem, mas num só verso
Misturam-se os sabores, os que nos calam
*
Num turbilhão de estrelas que iluminam
Onde uma única se manifesta, por amor
Nosso olhar sorridente, que as fascinam
Por momentos nos transmitem seu calor
*
E num abraço terno e demorado, sentimos
O brilhar movimentado, da estrela cadente
Que nos enternece o coração, e persistimos
*
E nos nossos beijos, que tanto silenciamos
Quando dados, sob um bonito luar, luzente
Apenas transmitimos, quão felizes estamos.
****
Cidália Ferreira.
.

A minha 1ª Participação no:
*