quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Sou o desejo dum tempo que não existe

Sou o vento que passa, tão atrevido
A agitação revolta dentro do peito
Sou o ramo seco, já sem sentido
Que cai desamparado em chão molhado
E se fica na solidão, já sem jeito
*
Sou a folha que voa tão sozinha
Pelos recantos dos pequenos nadas
Sou a neblina da chuva, qual morrinha
Que se sente num tempo tão deprimente
Entre os espaços das solitárias estradas
*
Sou o desejo dum tempo que não existe
Sou o outono desnudo da natureza
O sentimento das folhas caídas, tão triste
Como o vento que passa e me magoa
Sou a razão, desta envelhecida fraqueza
****
Cidália Ferreira.

28 comentários:

  1. Tão linda e tão inspirada poesia! bjs, ótimo dia! chica

    ResponderEliminar
  2. Bela tela poética tendo o vento do Outono como inspiração. Gostei muito
    .
    Um dia feliz

    ResponderEliminar
  3. Interessante Cidália:
    "Sou o outono desnudo da natureza..."
    O vento do Outono desnuda a natureza... e a imagem reflete isso.
    O poema???? Bem... só lindo!!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. Um belo poema minha amiga, gostei bastante e aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  5. E que dizer mais... Quando o que se escreve vem de dentro, nunca falha a métrica ou o ritmo, é sentir na pena o coração que bate.

    Bom dia, Cidália

    ResponderEliminar
  6. Acabamos por ser um pouco de cada!
    O meu aplauso 👏

    ResponderEliminar
  7. Suas palavras sempre nos levam para reflexões!
    "Sou a folha que voa tão sozinha
    Pelos recantos dos pequenos nadas
    Sou a neblina da chuva, qual morrinha
    Que se sente num tempo tão deprimente
    Entre os espaços das solitárias estradas"
    Amei amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. A poesia do tempo, diversa nos versos de cada estação, errantes pensares outonais.

    Te convido: 😎 Leia uma postagem sorteada para você.
    Um abraço. Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  9. Lindo mas algo triste. Mas gostei , beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Gostei de ler tão belo poema
    Bjs

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Posso chupar ...

    ResponderEliminar
  11. Como já aqui comentei, sou pouco dado a saudades.
    Só se for do futuro...
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Bom dia:- Sempre lendo aqui poemas brilhantes. Poetar nós mesmos em comunhão com a natureza, regra geral, resulta na perfeição.
    .
    ............. POEMA ..............
    ^^^ Mulher em pétalas de amor ^^^
    .
    Que a felicidade resida em seu coração.

    ResponderEliminar
  13. Brilhante poema amiga e isso já não surpreende!
    Uma boa construção poética e uma imagem em perfeita sintonia!
    Adorei!!!!

    Um grande beijinho e resto de semana feliz

    ResponderEliminar
  14. Mas dá voz a essa tristeza, ao tempo que passou...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  15. Magnífico poema.
    De grande inspiração. Gostei.
    Cidália, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. Se o tempo que já não existe,
    mas, o desejo ainda de mantem
    pois então não se sinta triste
    seja feliz com o que na vida tem!

    Gostei do seu poema, cara amiga poetisa Cidália Ferreira, tenha uma boa tarde. Beijos.

    ResponderEliminar
  17. Adorei :)

    Beijinhos e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  18. Olá, Cidália!
    Uma um de seus inspirados e bem construídos poemas. Parabns!
    Bom final de semana, com muita paz.
    Um beijo, Cidália.

    ResponderEliminar
  19. Amei ler este lindíssimo poema de amor

    Bjo

    ResponderEliminar
  20. Um poema melancólico e introspectivo... mas que não poderia traduzir melhor o espírito do Outono... Adorei ler!!! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira (Eu) 😘