quinta-feira, 3 de maio de 2018

Existe em nós o indulto...

Foto minha. Cascata da Cabreira.
Existem dias...momentos...palavras, que ferem a alma.
Que ceifam alguma alegria que ainda exista,
Existem momentos de sufoco em que não se solta o grito
Outros, em que não se consegue manter a calma,
Existe um coração minúsculo onde se guardam coisas profundas
Existem as agruras que a vida nos foi impondo,
Existe em nós o indulto...
Mas existem palavras que matam lentamente
Deixando um coração dilacerado
Por pensar, quão inútil nos podemos sentir.
*
Por vezes precisamos, de um ombro amigo, que nos entenda
Que nos deixe repousar e meditar
Que nos ouça, que nos possa aconselhar,
Existe quem não entenda, ou não queira entender
Que tudo tem uma razão para acontecer,
Existem limites, e por vezes excedem-se
A calma nem sempre é amiga do coração
Mesmo que durante a solidão exista o arrependimento
E uma natureza com quem possamos falar
Existem momentos, que a tempestade, não acata à voz da razão.
***
Cidália Ferreira.

39 comentários:

  1. Que linda mensagem :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Muita melancolia. Palavras sentidas. E uma imagem fabulástica. :))


    Hoje:- Vestes leves, agitadas pelo pensamento

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira

    ResponderEliminar
  3. Estou aprendendo isso, amiga, a duras penas, viu...

    Mas... obrigada pela postagem amiga (já que não temos o ombro amigo).

    : )

    Um beijão pra você.

    ResponderEliminar
  4. Olá, querida amiga Cidália!
    Ceifar a alegria que ainda existe é duro!
    Doi na alma... extrai do coração tudo de melhor...
    Seja muio feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  5. O olhar é lindo e no poema encontrei alguma melancolia!!!
    bj

    ResponderEliminar
  6. Um olhar distante e melancólico,porém belo em palavras nesse seu poetar amiga Cidália.
    A imagem ficou linda
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Que bonito e também adorei a foto! :) Beijinhos e boa noite.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  8. Há momentos em que as tempestades interiores nos fustigam com o vento duro das palavras... resta esperar que o Sol volte a brilhar... Senti-me identificada nesta reflexão.

    Beijinho
    Fanny Costa

    ResponderEliminar
  9. São os contrastes da vida. Nem tudo na vida é perfeito, e este mundo que nos rodeia é tão imperfeito.

    Existem momentos belos e outros menos belos. Nos belos sorrimos até às lágrimas. Nos menos belos, são as lágrimas que nos tiram o sorriso. Adorável e reflectivo poema.

    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Existe quem não entenda, ou não queira entender
    Que tudo tem uma razão para acontecer,

    gostei muito desta parte Cidália!
    assim não parecemos tão inúteis neste mundo, se a nossa vida tem um propósito para que aconteça, num preciso momento, num preciso lugar ....
    beijinhos
    Angela

    ResponderEliminar
  11. Mais uma linda mensagem, arrasou como sempre maravilhosa,
    obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  12. Tão triste, e tão real, Cidália.
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Existe em nós o indulto,
    Existe em nós o perdão
    Que alivia o coração
    De qualquer mágoa de insulto.

    Eu tenho na alma por culto
    Do "se vingar" abrir mão
    Por mais que fuja à razão,
    À alma dá outro vulto.

    Cultuo o amor e a paz.
    É o melhor que se faz
    Para poder viver bem

    Consigo mesmo e assaz
    Prudência, qual contumaz
    Jogador que nada tem.

    Parabéns pelo lindo e, substancioso em poesia bem como terno poema. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  14. Boa noite, Cidalia
    Lindas as suas palavras.
    Agradeço as suas gentis visitinhas
    Um abraço amigo de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderEliminar
  15. Quanta melancolia nestas palavras Cidália
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. que bonito poema
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  17. bonito poema
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. Lindo, poema de fazer sentir a vida, bem assim, muitas vezes sabemos que, nem sempre há um bom ombro pra chorar, aí minha amiga poetisa, saem versos assim, lindamente sentidos!
    Amei ler como sempre!
    Abraços bem apertados!

    ResponderEliminar
  19. É a realidade de quem vive, somos sol e lua, somos felizes uns dias e infelizes noutros.
    Palavras fiéis ao sentir, palavras escritas com alma. Maravilhoso Cidália!
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  20. Quantas vezes dizemos e ouvimos coisas que nos magoam??
    Faz parte de estar vivo ...

    ResponderEliminar
  21. Revi-me neste poema.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  22. Faço minhas as palavras do Pedro "Quantas vezes dizemos e ouvimos coisas que nos magoam??".
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  23. A razão nem sempre vence...
    Magnífico poema, parabéns pelas tuas belas palavras.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  24. Cidália realmente existem palavras que ferem a alma, e precisamos sempre de um ombro amigo, maravilhoso o poema, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  25. Um poema com alguma mágoa e melancolia.
    Por vezes é assim que nos sentimos.
    Beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  26. Olá Cidália
    Como é importante encontrar um ombro amigo nos momentos de dor, bjs querida.

    ResponderEliminar
  27. Aplaudo de pé!!!!
    Um grito solto da tua alma que se transformou em poderosas emoções e perfeitas palavras!
    AMEI!!!
    Sabia que te ias inspirar nessa fantástica imagem cheia de alma! E o resultado arrasou!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  28. Também aplaudo, e nada a acrescentar nesse belo mas sentido verso!

    A calma nem sempre é amiga do coração
    Mesmo que durante a solidão exista o arrependimento
    E uma natureza com quem possamos falar
    Existem momentos, que a tempestade, não acata à voz da razão.

    Perfeito!
    Um beijo, Cidália.

    ResponderEliminar
  29. Nem sempre se consegue manter a calma diante das intemperies da vida... por isso a necessidade do ombro amigo para trazer de volta a razao...
    Um texto sabio...

    Beijos...

    ResponderEliminar
  30. Nem sempre se consegue manter a calma diante das intemperies da vida... por isso a necessidade do ombro amigo para trazer de volta a razao...
    Um texto sabio...

    Beijos...

    ResponderEliminar
  31. Cidália!
    Que fofo linda e essa cachoeira, divina!
    Amei sua inspiração e se precisar de um ombro amigo, cá estarei sempre.
    Desejo um MÊS de sucesso e bençãos!
    “Nunca confunda movimento com ação.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/05/divulgacao-cultural-56-33-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  32. As palavras matam, nos destroem. Feliz daquele que tem um ombro amigo.

    ResponderEliminar
  33. Existem sim, momentos bem difíceis de ultrapassar e é nessas alturas que mais precisamos de uma mão amiga.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  34. Um belíssimo, inspirado e introspectivo trabalho, em tom de desabafo...
    Adorei, Cidália! Tal como a linda imagem, que tão bem se harmoniza, com o poema...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar