segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Quando todo o mundo dorme...

Quando todo o mundo dorme, existe em mim solidão
Uma dor que me atormenta, nesta noite fria, chuvosa
Luzes que se acendem, outras se apagam e o coração
Arranja forma de descontrair deste noite tempestuosa
.
Quando todo o mundo dorme, olho a lua, apaixonada
Espelham as águas, serenadas, em noite de lua cheia
As estrelas desaparecem no meu sorriso, e encantada
Nesta solidão da noite me debruço na melhor plateia
.
As luzes que ainda permanecem acesas iluminam-me
As águas espelhadas, reflexos de beleza, inspiram-me
Enquanto o silêncio é arte, que meu coração agradece
.
Rabiscos, em noite de lua cheia, saem de meus dedos
Escrevendo o que pensam e libertando belos segredos
Quanto todo mundo dorme a minha alma engrandece.
****
Cidália Ferreira

44 comentários:

  1. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!




    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito, Cidália :))))
    Beijinho de boa semana :))))

    ResponderEliminar
  3. Bom dia

    O que posso dizer sobre um poema tão belo e sedutor? Apenas uma palavra: BRILHANTE
    .
    Hoje: { Se o pôr-do-sol eu pudesse abraçar }
    .
    Deixo cumprimentos poéticos
    .

    ResponderEliminar
  4. Belíssimo, mas triste!
    Desejo-lhe um excelente dia :)

    ResponderEliminar
  5. Quando todo mundo dorme vc se enche de poesia. Lindo!!!Boa semana de luz

    ResponderEliminar
  6. Great post!!

    http://asweetwoorld.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Lindo,mas um pouco triste!
    Bjs Cidália e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Este teu belo soneto, minha amiga Cidália, versos como estes, que o iniciam:

    Quando todo o mundo dorme, existe em mim solidão
    Uma dor que me atormenta, nesta noite fria, chuvosa
    Luzes que se acendem, outras se apagam e o coração
    Arranja forma de descontrair deste noite tempestuosa


    Ótima semana.
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  9. ... A sua ALMA engrandece e vira POESIA!!!
    Bj e o som é lindo!

    ResponderEliminar
  10. Linda poesia e imagem.querida amiga Cidália.Quando o mundo dorme,você escreve pérolas como essa!

    Obrigada pelos comentários no meu espaço pelo meu aniversário ontem,26 de novembro.

    Carinhosas e amigas mensagens.

    Beijos sabor carinho e uma segunda-feira radiante

    Donetzka

    ResponderEliminar
  11. A solidão. A noite. A lua. Tudo serve para dizer o rumor poético que a Poesia lhe pede, Cidália. Muito belo, o seu poema.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  12. Querida Cidália
    A noite é sempre uma boa companheira e conselheira!
    E inspirou-a para nos oferecer este belo poema, pelo que a felicito.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  13. Olá Cidália
    A lua é uma bela criação de Deus. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  14. Sua vida, seja, abençoada,
    aqui neste mundo enorme
    você continua a acordada
    enquanto todo o mundo dorme?

    Tenha um bom dia amiga Cidália Ferreira, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde, Cidália,
    seu soneto é lindo. O silêncio às vezes, nos abre as portas para que nosso coração saia em busca de inspiração. Quando a noite acontece, é nestas horas que conseguimos registrar nossas mais lindas e profundas emoções. Beijos!

    ResponderEliminar
  16. É um momento nosso...em que sentimos a voz da pele, da alma... de nós...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  17. Pois é! E, quando todo o mundo dorme, a Poetisa mergulha na poesia. Muito bom. Parabéns

    Beijo

    ResponderEliminar
  18. Magnífico e melancólico soneto.

    Amei!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Cara amiga e poetisa Cidália, eis mais um belo poema; mais um belo soneto com a tua marca registrada: paixão e louvor à natureza. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa semana.

    ResponderEliminar
  20. Lindo poema, iluminado como uma noite de lua cheia! :) Beijinhos e boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  21. CI
    é na noite e na solidão que o Poeta dá largas aos seus devaneios.
    achei o soneto muito nostálgico, mas bem construído.
    a foto de suporte está muito bem escolhida.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  22. Boa noite amiga!
    Vim agradecer sua amável visita e lhe deixar um carinho em forma de abraço virtual.
    Amo suas postagens e logo voltarei para comentar. Tenha uma noite de paz iluminada por jesus. Abraços

    ResponderEliminar
  23. Quando a alma não dorme...deixa-se ouvir...
    bjs
    Kique
    http://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Que bonito poema
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  25. A passar para dizer que gosto muito de ti...não te sintas só!

    ResponderEliminar
  26. Cidália,
    Nunca li uma poesia tão linda como essa!
    Meu coração palpitou de alegria
    Escusa-me
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  27. De fato Cidália....mais uma belíssima poesia...
    Ler-te é sempre uma inspiração!!
    Do amigo brasileiro!!!

    ResponderEliminar
  28. Cidália, um poema escrito com e coração vibrante e grato! Emoções noturnas com efeitos esperançosos...
    O meu abraço

    ResponderEliminar
  29. Que linda reflexao! Fiquei emocionada...dá para ver que escreveu com o coraçao.
    Iria adorar que me fizesse uma visitinha também.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderEliminar
  30. OI CIDÁLIA!
    AS MELHORE, COMO ESTA, NOS SURGEM NA CALADA DA NOITE, MAIS PARECEM DITADAS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  31. Lindo poema Cidália, gostei imenso.
    Uma santa semana para si.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  32. Dizem que os poetas escrevem porque são tristes.Acho não, é porque são sensíveis.
    Belo poema ,Cidália.
    Abraços

    ResponderEliminar
  33. E será certamente em momentos de solidão... que se deixará melhor ouvir, a voz da inspiração!...
    Um poema muito bonito e profundo, Cidália!
    Adorei! Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  34. O silêncio da noite toca o coração dos poetas.
    Maravilhoso poema.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar