domingo, 12 de novembro de 2017

Noite atribulada

Imagem relacionada
Dia atribulado na realidade d'meu viver
Onde não consigo ser diferente, do nada
Fico sufocada ao ver o sol desaparecer 
E volto à tristeza nesta noite atribulada
.
Silenciosos ramos secos e entristecidos
Silenciosa noite onde quero sobreviver
Momentos que jamais serão esquecidos
E meu pensamento espera poder-te ver
.
Na noite atribulada e lágrimas sentidas
Sonho de tristeza e alguma turbulência
Nesta noite terrivelmente mal dormida
Onde foi notável tua dolorosa ausência
****
Cidália Ferreira

33 comentários:

  1. Bom dia. Há noite assim. Adorei a imagem e o poema.

    Hoje, Um mini "conto" Titulo:» "A amizade não precisa ser perfeita, mas sim verdadeira."
    http://brincandocomaspalavrass.blogspot.pt/

    Bjos
    Domingo de Paz e amor

    ResponderEliminar
  2. Linda poesia e há dias e noites assim! BJS, CHICA E UM DOMINGO BEM LEGAL!

    ResponderEliminar
  3. Que tuas noites, mesmo as mais escuras, tenham o brilho de teu amor interno e de teu talento.
    Um doce beijo do amigo brasileiro!!

    ResponderEliminar
  4. Há noites em que a nossa mente e coração não estão tranquilos, em que deixamos invadir-nos por saudade, ansiedade... é uma arte uma mente e coração calmos. Beijinhos e bom domingo!

    ResponderEliminar
  5. Dores do coração quem as não tem
    .
    Votos de um óptimo domingo
    ,

    ResponderEliminar
  6. Há noites assim em que a nossa mente não nos deixa descansar. Bonito poema. :) Beijinhos e bom domingo.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  7. Há noites que não temos a devida paz e ficamos nessa intranquilidade.
    Lindo e sensível poema.
    Bjs Cidália e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Oi Cidália A vida é assim nem sempre podemos fugir há sempre uma noite escura que deixa nossa alma triste. Bela poesias mesmo em meio as marcas triste. Bjs querida amo vc e Deus ainda mais.

    ResponderEliminar
  9. Querida Cidália, um poema cheio de romantismo e saudade mas encantador! Parabéns!
    Amei sua participação no blog da Lourdes no poetizando. Muito bom ter sua interação poética e amiga. Abraços

    ResponderEliminar
  10. Se sienten tristes tus letras.

    Besos enormes.

    ResponderEliminar
  11. Cidália as vezes passamos por noites atribuladas, a vida é assim mesmo, Cidália poema maravilhoso cheio de sentimentos, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  12. Nas noites atribuladas,
    sentimos enquanto vivemos
    quentes ou frias madrugadas
    de manhã nascer o Sol vemos!

    Tenha um bom dia de domingo cara amiga poetisa Cidália Ferreira, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  13. Cidália,
    O bom é que nunca é pra sempre.
    Queiramos nós ou não
    Para bem ou para o mal o novo
    dia chegará com
    seus novos desafios.
    Adorei.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  14. Muitas vezes temos essas noite, mas elas são necessárias para a gente refletir e evoluir.
    tenha um bom domingo!

    ResponderEliminar
  15. As noites são sempre atribuladas quando não temos por perto quem amamos mas chega o dia para trazer uma nova esperança.
    Boa semana Cidália!
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Quando a noite chega as ausências e lembranças ficam mais dolorosas.
    E não posso evitar dizer sempre o mesmo...maravilhoso poema.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  17. As noites são sempre mais atribuladas para quem tem o coração
    ansioso, gostei amiga, bjs

    ResponderEliminar
  18. A noite tem esse poder de nos trazer à lembrança tudo,amiga Cidália.

    Mas um novo dia chega,o sol aparece e a esperança de felicidade é importante ter!


    Triste,porém linda como todas sua poesia.

    Lindo seu post e amo seu blog!

    Um domingo de felicidades e abençoado!


    Obrigada pela visita e volte sempre.

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  19. Querida Cidália, mais uma linda poesia, embora seja de um tema triste, saudoso. Amei sua participação no poetizando no blog da Lourdes. Parabéns! Abraços

    ResponderEliminar
  20. Mais um bonito poema que vim conhecer!
    Uma ótima semana!
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  21. Quando uma noite é atribulada
    E não dormes pelo frenesim
    Não penses em mais nada
    Pensa somente em mim
    .
    E dessa forma, docemente
    Vais ver que o sono te chama
    Ou adormeces rapidamente
    Ou foges para debaixo da cama
    ............................
    Deixo um beijinho amigo

    ResponderEliminar
  22. Noites mal dormidas sofrendo por amor ... é bem aborrecido!
    Gostei ... bj

    ResponderEliminar
  23. Há noites assim, em que a solidão nos sufoca... Sempre bem, Cidália...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  24. Olá Cidália. Certas ausências denunciam a esperança crescente da vida que nos passou e ficou :). Um abraço

    ResponderEliminar
  25. Olá Cidália
    Que Deus conforte sempre nas noites atribuladas, bjs querida.

    ResponderEliminar
  26. Ni todos los días ni todas las noches son perfectas pero la vida es así.
    El poema es muy bello.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  27. A noite na sua escuridão dá vida ao que vai cá dentro escondido.
    Sempre magníficos os seus poemas, Cidália!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  28. Noites intermináveis, onde um mar de sentimentos, nos atormentam... mas um verdadeiro universo de inspiração, para escritores e os poetas...
    Mais um belíssimo e emotivo trabalho! Adorei!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar