segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Que cheguem as ondas em calma brandura

Imagem relacionada
Que cheguem  as ondas em calma brandura
Na manhã que chegou com denso nevoeiro 
E chegues, ao meu pensamento, porventura 
Em tempo que ainda se encontra  soalheiro
.
Que cheguem os ventos, te tragam de volta 
E junto, os salpicos da perfumada  maresia 
Onde os meus sentimentos se sentem à solta
Apenas porque ainda te espero, com cortesia
.
Que chegues de mansinho, qual mar sereno 
Que me beijes o rosto  com um sopro ameno
Onde teu  abraço é meu desejo em cadência
.
E nestes breves momentos da minha solidão
Meus  pensamentos vagueiam em exactidão
Esperando o momento da nossa irreverência 
****
Cidália Ferreira.

36 comentários:

  1. Tão lindo, fascinei minha alma ao ler, como sempre acontece com as suas poesias.
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, Cidália
    Lindo poema, ondas calmas são maravilhosas. Bjs

    ResponderEliminar
  3. O seu estilo é inconfundível, minha Amiga. Mais um belo soneto.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Um poema lindo que nos deixa a sonhar! :) Beijinhos e boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. Um soneto digno de aplausos Cidália!
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde, querida Cidália,
    soneto digno de aplausos,e que tudo seja calmaria,e que o amor chegue de mansinho para nos fazer sonhar, lindo!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Calmaria e paz todos queremos ... Adorei! bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
  8. Olá, lindo poema a surgir que o amor venha depressa para ficar para sempre, gostei.
    Feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  9. Que as ondas cheguem e te coloquem aos pés os amores da tua vida...
    Lindo o poema menina poeta linda!!!

    ResponderEliminar
  10. Lindo soneto, cara poetisa amiga Cidália. Um abraço da qui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  11. Mais um apaixonante e deslumbrante poema!!
    Tenha uma ótima semana!!

    ResponderEliminar
  12. Que as ondas cheguem suavemente trazendo quem ama.
    Lindo soneto.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  13. um belo poema, romântico e bem escrito. Parabéns querida! Amiga, vim agradecer sua visita que amo e o comentário que deixou. Obrigada de coração! Tenha uma semana feliz, com muita saúde e paz, junto aos seus familiares e amigos. Beijos no coração.
    Lourdes Duarte

    ResponderEliminar
  14. Que lindo poema
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Bom dia!!
    que estas ondas calmas fluam em minha vida, belo poema amiga.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  16. Espero que as ondas envolvam de forma suave o teu sonhar.
    Sempre emocionada com os teus poemas.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  17. Lindo de se ler:
    "Que chegues de mansinho, qual mar sereno
    Que me beijes o rosto com um sopro ameno
    Onde teu abraço é meu desejo em cadência"!!! bj

    ResponderEliminar
  18. Linda demais sua poesia,querida amiga Cidália.O amor sempre presente nas suas pérolas.

    Que os ventos lhe tragam sempre esse amor e felicidade.

    Obrigada pela visita

    Beijos sabor carinho e uma terça_feira de paz e alegrias

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  19. Olá Cidália,
    Que assim seja...
    Poema belíssimo, cheio de esperança
    e amor.
    beijos ;)

    ResponderEliminar
  20. Magnífico poema, onde o amor traz paz e calma. São momentos felizes.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Mais um maravilhoso poema! Gostei muito de ler.
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Olá, Cidália!
    Mais um belo poema. Gostei muito do teu "Que cheguem as ondas em calma brandura
    Imagem relacionada
    , um inspirado soneto, que tem versos como estes:

    "Que cheguem os ventos, te tragam de volta
    E junto, os salpicos da perfumada maresia
    Onde os meus sentimentos se sentem à solta
    Apenas porque ainda te espero, com cortesia"


    Espero que tenhas uma ótima sema.
    Um beijo, Pedro

    ResponderEliminar
  23. Fascínio de poema.

    Estamos aqui: https://sensualidadenaspalavras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. A passar por cá para desejar um ótimo feriado.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  25. Com denso nevoeiro chega ... o Amor, a paixão, a tristeza da espera. Muito bonito o poema.

    ResponderEliminar
  26. Uma solidão tão fértil e bela nas ondas dos
    pensamentos repletos de poesia amorosa!...
    Sempre sentires tão belos e tão teus, querida Cidália.
    Dias felizes!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Um óptimo momento, Cidália!
    Gostei muito!
    Bjs

    ResponderEliminar
  28. Mais um belo poema, Cidália!
    Uma solidão acompanhada de esperança nesse amor que pode estar atrasado, mas sempre acaba por chegar.
    Bom feriado, um beijinho!

    ResponderEliminar
  29. Um soneto que nos remete à paz e à calma
    muito bem
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  30. Romantismo e sensibilidade, como sempre, numa conjugação perfeita!...
    Mais uma belíssima inspiração, Cidália, que adorei saborear...
    Sempre em bom, Cidália... e cada vez melhor!
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  31. Querida Cidália
    Mais um belo soneto de amor!
    A natureza está presente e o mar, sempre traz de volta quem levou um dia.
    parabéns.
    Gostei muito.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  32. O fascínio do mar só nos traz belas inspirações!
    Que poema fabuloso!!! Fascinante mesmo e com os toques "made by Cidália"!

    Abraço amiga e continua assim.

    ResponderEliminar