segunda-feira, 5 de junho de 2017

Dei por falta do teu amor, talvez a companhia

Resultado de imagem para imagens de reflexão
Dei por falta de ti, do teu  calor e do carinho
Das tuas palavras, do conforto que me davas
Teu aconchego, segurança  no meu caminho 
Mas compreendo o silêncio das tuas palavras
.
Escutas a minha voz, perdes-te na esperança
Segues uma linha  de quem quer viver a vida
No silêncio do nada libertas-te dessa criança
Que mora dentro de ti, reflexo de vida vivida
.
Encontro-te em reflexão dum tempo passado
Onde tantas coisas me confiaste, amargurado
E continuas o silêncio esperando tudo passar
.
Dei por falta do teu amor, talvez a companhia
Era nas tuas palavras doces, onde me recolhia
Mas foste embora... sem poder-mos conversar.
****
Cidália Ferreira.

28 comentários:

  1. Triste saudade e falta tens hoje como inspiração.Bela poesia! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Que nunca te falte a companhia e que o calor das tuas palavras nunca falte nos teus poemas.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  3. É muito ruim quando falta o amor, o calor e o carinho da pessoa amada, a vida fica triste, porém o seu poema é simplesmente maravilhoso, Cidália bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  4. Um poema triste. Nem quero pensar numa situação assim.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  5. Quando a ausência magoa... Belo soneto, Cidália.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. Uma saudade profunda pela falta de carinho do amado.
    Triste soneto Cidália,mas repleto de doçura em cada palavra.
    Bjs,obrigada pela visita e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Saudade sempre essa danada!!

    bjokas=)

    ResponderEliminar
  8. Olá Cidália
    A saudade diz onde o nosso coração deseja estar. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  9. Mais um poema cheio de sentimento e triste, a saudade é coisa que doí... Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. De fato amor e tristeza não combinam, mas faz parte. Belo poema.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  11. A saudade pode doer demais, ainda mais por amor, o que temos que fazer é aprender a conviver com ela.
    Tenha uma ótima semana!!

    ResponderEliminar
  12. É que a companhia de quem se ama...é bem gostoso! Bj

    ResponderEliminar
  13. Oi Cidália,
    A saudade dói demais, pode passar todo o tempo da nossa visa
    Ela e o amor são únicos
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  14. Que poema tão triste é sempre mau quando acaba tudo mal
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Parabéns, Cidália, pelo belo soneto.
    Uma ótima semana.
    Um beijo, Pedro

    ResponderEliminar
  16. Belíssimas e sentidas palavras, neste tocante poema, evocando uma despedida...
    Adoro o fundo musical escolhido, aqui no blog! Acho que ainda não tinha dito... :-D
    Beijinhos! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  17. Muito bonito Cidália,
    embora com uma nota triste, saudosa...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Maravilhoso, tanta alma neste poema!
    A ausência dói, parece que levaram parte de nós...mas com tempo tudo se reconstrói!
    Boa semana, beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Cara amiga poetisa Cidália, belo soneto, repleto de romantismo e musicalidade. Lindo!
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderEliminar
  20. A saudade é triste,dói muito.
    O poema é lindíssimo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. Lindo poema,apesar de triste,querida amiga Cidália.A tristeza também inspira! E como! Mas dias melhores virão com muito amor e alegrias!Creia!

    Seu blog está na minha lista de blogs a visitar, à direita do meu, com seu nome ao lado e recebo atualizações suas.

    Obrigada por seu belo comentário no meu espaço e volte sempre!

    Beijos sabor carinho e uma noite de terça_feira de bênçãos!

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  22. OI CIDÁLIA!
    NA BELEZA DE TEU POEMA MUITO DA ALMA DO POETA QUE BUSCA NO SOFRER A INSPIRAÇÃO E QUANDO A ENCONTRA, SURGE ALGO LINDO COMO AQUI SE VÊ.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  23. Bom dia Cidália,
    Lindo este soneto.
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderEliminar
  24. Lindo...lindo...lindo!
    Sentir a falta de alguém é uma dor atroz! Quem ainda não a sentiu?
    Poema poderoso e forte emocionalmente! Adorei!

    Abraço amiga e dia feliz

    ResponderEliminar
  25. A saudade magoa profundamente o coração.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar