terça-feira, 30 de maio de 2017

Não esperes...

Resultado de imagem para imagens de reflexão
Não esperes que o meu coração te abandone 
No meio do nada, quando tu és sempre tanto 
Sempre, e quando o momento se proporcione 
Dar-te-ei tudo de mim e serás o meu encanto 
.
Não esperes que eu te esqueça, és o meu pilar
O sentimento onde me abrigo das tempestades
Mesmo em dias tristes onde espero o teu olhar
Não há nada que nos separe das cumplicidades
.
Quero seguir-te no caminho por onde te perdes
Quero estar junto ao teu peito quando precisas
Porque no meio do nada apenas tu improvisas
.
Jamais esquecerei quem no meu coração mora
Sabes onde me esperar, por favor, sem demora
Porque espero momentos bons...e tão rebeldes.
****
Cidália Ferreira.

30 comentários:

  1. Quem ama acaba por voltar!

    Excelente poema!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Um poema maravilhoso que mostra bem o poder do amor!
    O amor que é enorme e impossível de esquecer.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Está ai uma coisa que não sei fazer, esperar por alguém.
    Ainda mais nos dias de hoje que os amores são rasos demais,

    bjokas=)

    ResponderEliminar
  4. Oi Cidália,
    Lindo poema
    Amei ler
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  5. Lindo como sempre Cidália!
    Tudo que temos transferimos ao nosso amor.
    Adorei ler.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Excelente poema, Cidália.

    Besos en la tarde.

    ResponderEliminar
  7. Um bonito poema de amor e uma grande declaração! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  8. Cara amiga poetisa Cidália, criaste um belo soneto onde lirismo e paixão estão de mãos dadas. Grande momento poético. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  9. Boa noite Cidália,
    Um lindo soneto. Apreciei bastante.
    Um beijinho e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  10. Lindo demais seu poema,querida amiga Cidália!

    Sempre o amor deixando seu coração falar poetando dessa forma magistral!

    Sabe como cheguei aqui? Porque seu blog está na minha lista de Blogs a visitar à direita do meu,os favoritos ,os que sempre comentam! Recebo suas atualizações e no mês de maio,você foi a segunda top comentarista! Mas pode trazer o troféu também salvando e colocando aqui.Ficarei muito feliz!

    Somos amigas há muitos anos mesmo! Até antes de eu perder meu antigo blog e recomeçar este! Adoro você!

    Obrigada por seu comentário sincero no post sobre o aniversário de meu blog hoje,dia 30 de maio!

    Deus a abençoe sempre!

    Beijos sabor carinho e uma terça_feira de bênçãos!


    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  11. Podemos sempre esperar por determinados momentos... mas esperar e não desesperar! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Oi Cidália,
    Obrigada pelo carinho de sempre
    Beijos no coração
    Lua singular

    ResponderEliminar
  13. Um poema muito sentido e expressivo de um eu poético
    apaixonado e bem formado.
    Parabéns, querida Cidália.
    Beijinho
    ~~~~

    ResponderEliminar
  14. Olá Cidália,
    Uma linda declaração de amor...
    parabéns pela inspiração!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  15. Que bonita declaração
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. O amor está no ar neste belo poema.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  17. Querida Cidália
    Um belo soneto de amor!
    O seu amado sabe que bem pode esperar, pois vai alcançar momentos inolvidáveis.
    Continuação de uma boa semana.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  18. Sempre com belas palavras cheias de sentimentos! Lindo!!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Uma maravilhosa homenagem ao mais poderoso sentimento: O amor!
    Como é tão bom termos um pilar, um abrigo onde nos refugiamos da tempestade!
    Adorei amiga! Um poema muito sentimental com emoções poderosas
    Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  20. Um poema belíssimo... e uma linda declaração de amor!
    Mais um trabalho de deliciosa leitura, Cidália!
    Parabéns! Adorei cada palavra!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  21. As esperas por quem se ama são um suplicio só mitigado pelo imenso amor que habita o nosso coração.
    Belissimo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  22. Olá Cidália, Boa tarde!
    "Que lindo poema, destaco
    "Não esperes que eu te esqueça, és o meu pilar
    O sentimento onde me abrigo das tempestades" Como é maravilhoso quando se tem alguém que se permite amar e ser para nós abrigo das tempestades. Como é lindo o amor. Esse é o que todos desejam, o verdadeiro amor.
    Abraços, fica na paz de Deus.

    ResponderEliminar
  23. Muito bom, Cidália!
    Bom ler!
    Bom estar aqui no teu cantinho.

    ResponderEliminar