segunda-feira, 8 de maio de 2017

Encontrava as pedras mais luzidias e brilhantes

Resultado de imagem para imagens para refletir
Enquanto procurava as pedras no chão molhado
Ouvindo o sussurrar  das ondas, plena calmaria
Já o sol se escondia nas  nuvens, envergonhado
Beijando o mar, em  jeito de tão calma romaria
.
Encontrava as  pedras mais luzidias e brilhantes
Como só o mar as sabe trabalhar, tão misterioso
Como o desejo de passear pelo areal, como dantes
Contemplando a beleza de um mar tão cauteloso
.
Mas enquanto eu olhava as pedras ouvia alguém
Olhava em volta, praia vazia e não via ninguém
Apenas  as ondas, num  vai e volta, em liberdade
.
E por teimosia minha fiquei esperando, sozinha
Sei, que chegará até mim, quem comigo caminha
E no silêncio das pedras matamos nossa saudade
****
Cidália Ferreira 

33 comentários:

  1. Imagino que nesse caminhar ... a poesia acalmou seu coração!!!
    bj

    ResponderEliminar
  2. Lindo..lindo...lindo!
    Revejo-me neste maravilhoso poema...quando logo muito cedo pela manhãzinha caminho pelo areal, apanhando pedras. Olhando para elas e algumas com formato original, penso que elas são testemunhas de tanta coisa e momentos, fazendo assim recordar....
    Mais uma vez nos encantas amiga! Adorei e as inspirações marítimas são sempre divinas.

    Boa semana e abraço grande

    ResponderEliminar
  3. Belíssimo soneto!!
    Arte numa expressão sublime, querida Cidália.
    Uma semana alto astral e inspiradora...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Um lindo e sensível soneto feito de saudade e solidão.


    Um beijinho e boa semana Cidália

    O Toque do coração


    ResponderEliminar
  5. CIDALIA, a cada novo texto você se supera!

    parabéns menso e venho aqui sempre para aprender com você.

    Comecei semana passada a digitalizar meu livro no nosso blog HUMOR EM TEXTOS e a leitura é absolutamente gratuita,sendo feita em capítulos.
    Espero que você possa acompanhar e comentar.
    É um livro que pretendo seja de humor, pois de infelicidade, desânimo e descontentamento, já estamos de saco cheio!
    Espero você por lá.
    Um abração carioca.

    ResponderEliminar
  6. Este é um poema que encerra alguma esperança! Gosto bastante, como sempre =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Lindo e triste soneto Cidália!
    Com certeza esse amor não irá demorar a chegar.
    Bjs,obrigada pela visita e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Cara amiga Cidália, estás a nos agraciar com um belo soneto apaixonado, neste estilo (paixão e natureza) em que és mestra. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  9. Um poema muito bonito que, apesar da saudade, transparece também serenidade e paz interior.
    Boa semana, beijinho!

    ResponderEliminar
  10. Muito lindo,Cidália! Ótima semana! bjs, chica

    ResponderEliminar
  11. Lindo!!!

    bjokas e uma maravilhosa semana =)

    ResponderEliminar
  12. Boa tarde Cidália,
    Um poema que fala de esperança nesse cenário maravilhoso.
    Beijinhos e boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  13. Um lindo poema e que embora um pouco triste me trouxe boas recordações de mim na infância a apanhar pedras à beira mar! :) Beijinhos e boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  14. Oi Cidália
    Linda a espera e o seu caminhar
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Adoro o mar, tenho com ele a maior intimidade, pelo que, gosto deste soneto de modo muito especial...
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
  16. Cidália,
    que soneto lindo!!
    Sei que estou um pouco ausente, mas não me esqueço de você.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  17. Oi Cidália
    Uma linda poesia que brilhou
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  18. Maravilhoso amiga sempre arrasando, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  19. Olá Cidália
    Lindo poema, bjs querida.

    ResponderEliminar
  20. Que texto lindo!! Embora seja um pouco triste, as palavras são tocantes e dão margem para a reflexão!!
    bjss

    ResponderEliminar
  21. O mar como inspiração de tão maravilhoso soneto!

    Parabéns!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  22. Mais um bom poema

    Boa semana , Ci

    ResponderEliminar
  23. Cara amiga Cidália, poetisa mestra dos poemas apaixonados e ao mesmo apologista da natureza, através dos belos versos.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  24. Lindo soneto, pleno de saudade mas também de esperança.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  25. Contemplar o mar e escrever sonetos_isso fazes muito bem.
    E as pedras até falam e nos dão esperança pela durabilidade que é tão importante para esse sentimento _o amor.
    Lindo,Cidália
    Beijo

    ResponderEliminar
  26. Parabéns Cidália, és grande!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  27. Amiga puro luxo amo suas poesias, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  28. Saudade e esperança, tão bem combinados... neste mar de emoções!...
    Sempre um prazer ler o que escreve, Cidália!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar