quarta-feira, 5 de abril de 2017

Quando sozinha solto o grito de revolta

Resultado de imagem para imagens saudade
Quando sozinha  solto o grito de revolta
Olhando o céu, em nublada turbulência 
Sinto que o meu pedido nunca terá volta
Mas a minha vontade é pura insistência 
.
Pairam as nuvens negras em meu redor
Como pássaros  que cercam  o momento
Chilreiam, danças esvoaçantes de amor 
Fazendo-me aliviar este  duro tormento
.
Quando sozinha vagueio pela distancia
São as aragens impossíveis de alcançar
Mas fica o meu peito que em relutância
Me faz querer tanto o teu corpo abraçar.
****
Cidália Ferreira 

33 comentários:

  1. Lindo e é importante soltar o grito,não deixá-lo sufocado! bela inspiração! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Muito bonito Cidália, é importante demonstrar as nossas emoções, gritar quando é necessário, esvaziar a mente e a alma, e eu aqui estarei para um abraço, ainda que virtual
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Precisamos muitas vezes dar esse grito.
    Lindo como sempre seus poemas amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Por vezes ... um abraço faz toda a diferença!!!
    gosto ... bj

    ResponderEliminar
  5. Olá Cidália
    É importante acreditar em dias melhores. Bjs amiga.

    ResponderEliminar
  6. Bellos versos.

    Feliz tarde, querida amiga.

    Besos.

    ResponderEliminar
  7. Mais um belo soneto teu, com um grito de um
    sentir a criar asas!...
    Bela a imagem também.
    Beijinhos, querida Cidália.

    ResponderEliminar
  8. Importante mostrar nuestras emociones, pero más importante es sentirlas, dejar que fluya el grito, para que no se ahogue.
    Un beso, Cidália

    ResponderEliminar
  9. Por vezes é mesmo preciso soltar o grito que tantas vezes se nos prende na garganta! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. Que lindo amiga Cidália, amar é isso, amei ler e ouvir a linda música!
    Romanticamente iremos vivendo, pois isso é tudo de bom, amo o amor,amo seus belos versos!
    Abraços bem apertados!

    ResponderEliminar
  11. Maravilhoso! Por vezes soltar um grito é um alívio.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Oi Cidália,
    Tem que soltar o grito para não infartar.
    Linda poesia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. A saudade faz doer a alma e o coração.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  14. Wauuu, lindo! Tem imensa força este poema!
    Beijinhos, querida.

    ResponderEliminar
  15. Vamos lá soltar o grito! Não sufoques. Sabes onde estou!

    ResponderEliminar
  16. Libertarmo-nos do que nos aprisiona é dar um passo em frente. Soltar o que nos faz mal para deixar entrar o que nos faz bem.
    Adorei, um poema de dor e força!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Como sempre um poema bonito, às vezes nós devemos soltar o grito, mesmo sabendo que há poucos que nos ouvem!

    ResponderEliminar
  18. MINHA QUERIDA JAMAIS TE QUERO A SENTIR TRISTEZA DEVES SOLTAR O GRITO DE REVOLTA E COMEÇARES A OLHAR Á TUA VOLTA E NÃO VERES NUVENS NEGRAS,VÊ O CÉU AZUL E O SOL A BRILHAR PARA DAR LUZ Á TUA VIDA! QUERO LÊR-TE COM ALEGRIA PORQUE A TRISTEZA SOMOS NÓS POR VEZES QUE A "FABRICAMOS"! ABRAÇO-TE COM AMIZADE E CARINHO

    GABI

    ResponderEliminar
  19. Não guardes nada, salta, grita e diz o que te vai na alma.
    Mais um lindo poema!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Precisamos de soltar um grito de vez em quando.
    Gostei do teu poema, é muito melódico. Excelente.
    Bom resto de semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  21. Mais um belo momento poético, cara amiga Cidália. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderEliminar
  22. Lindo poema Cidália. O grito tem que vir de todos os lados e para todos os lados.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  23. Soltar o grito da revolta é um primeiro passo...
    Gostei!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  24. Podermos gritar e soltar a revolta é o primeiro passo
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  25. Muitas vezes precisamos dá um grito de revolta, Cidália belíssimo poema bjs.

    ResponderEliminar
  26. Muitas vezes precisamos dá um grito de revolta, Cidália belíssimo poema bjs.

    ResponderEliminar
  27. Muito bonito este poema, Cidália.
    Que se solte o grito.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  28. A angustiante e torturante ausência de quem se ama. Beijos, Cidalia.

    ResponderEliminar
  29. SIMPLESMENTE MARAVILHOSO

    BEIJUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

    ResponderEliminar
  30. E às vezes, é mesmo necessário libertar a alma... se tal nos ajuda... porque não?...
    Desabafando... a nossa carga, sempre se torna bem mais leve...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  31. Mais um bonito poema.
    Aproveito para desejar um bom domingo!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar