quarta-feira, 31 de agosto de 2016

É longa a espera neste mar tão triste

É longa a espera neste mar tão triste
Cai a  noite e aqui espero no silêncio
Olho em volta e o mar ameno insiste
Em deixar-me marcas que denuncio
.
Sopra  uma brisa fresca e arrepiante 
Onde nenhum  agasalho  me consola
Meu olhar triste e tão desconfortante
Nesta espera tão longa que me assola
.
Cai a noite e faz frio no meu coração
O silêncio invade meus pensamentos
Que me entristecem, é dura a solidão
.
É longa a espera, quando não chegas
E aqueço minha alma nos momentos
De espera, onde só tu me aconchegas 
****
Cidália Ferreira.

31 comentários:

  1. Triste espera e linda poesia ela originou! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. A espera é triste,mas será recompensada
    pelo aconchego do amado.
    Linda Cidália!
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Pensei o mesmo... a espera, por vezes, é necessária para que novas oportunidades sejam consideradas.... novos horizontes se abram durante a espera.
    Mas heverá para essa poeta linda e doce, uma recompensa!!!

    ResponderEliminar
  4. Sempre lindo o seu versar amiga ds letras!! Parabéns pela inspiração

    ResponderEliminar
  5. A espera é sempre dolorida, mas compensadora quando o encontro acontece.
    Belo soneto poeta, bjusss

    ResponderEliminar
  6. Qualquer espera é dolorosa, a não ser que valha à pena!
    Beijos, uma ótima tarde Cidália!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  7. A espera é agoniante.
    Uma hora tudo acalma.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  8. É sempre longa e desesperante a espera, Ci

    Bom resto de semana

    ResponderEliminar
  9. Nostálgico!

    Beijo- http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Não importa o espaço de tempo, uma espera ê sempre longa.

    Parabens pelo lindo soneto tecido com belas rimas.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  11. Bom dia Cidália,

    Lindo cenário para esta belíssima poesia.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  12. A espera de um amor distante ou perdido sempre inspira as mais belas poesias.
    A vc, uma feliz e iluminada quinta-feira.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. Sempre reside a saudade
    Onde amor, fala verdade
    Numa espera pelo ausente
    Mas teu amor está presente
    E a mensagem trespassa
    quem no além, pouco sente.

    Beijinho linda amiga e obrigado pelos sempre belos poemas !!!!!

    ResponderEliminar
  14. Querida Cidália a espera é realmente muito triste,porém essa espera triste nasceu essa linda poesia, Cidália tenha um dia abençoado bjs.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  15. Como alguém que escreveu, que a espera seja recompensada.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  16. A espera é algo difícil...
    Mas as vezes de tanto esperar mudamos nossa opinião.
    Bom começo de setembro para ti.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  17. E quem te manda ir para junto ao mar, à noite, e sozinha? Não tens medo dos ... "crocodilos"?

    Mais a sério: Triste mas mais um poema lindo.

    Beijo

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde, Sopra uma brisa fresca, neste e todos os seus belos poemas.
    Resto de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  19. Cara amiga Cidália, nos premia com mais um belo soneto repleto de lirismo e paixão com a natureza sempre presente. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderEliminar
  20. A espera é sempre desconfortante, por vezes compensadora, no entanto: "quem espera, desespera".
    Veja e comente o post
    Cidade de Ouro Preto
    http://amornaguerra.blogspot.pt/
    BRASIL: SORRISO DE DEUS.
    bjs

    ResponderEliminar
  21. Já estava com saudades dos seus lindos sonetos amiga Cidália.

    Um beijinho grato

    ResponderEliminar
  22. Excelente e melancólico soneto.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  23. Boa noite Cidália,
    Um soneto melancólico, mas com o seu cunho muito pessoal.
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderEliminar
  24. O mar que tanto acalma a alma desta vez testemunha uma espera angustiante e triste.
    Um belíssimo poema, com emoções fortes é inspirado numa imagem de fogo junto ao mar.
    Uma espera é sempre angustiante mas transformaste-a numa bela poesia com o teu poderoso toque poético.
    Um abraço Cidália

    ResponderEliminar
  25. Esperar dá uma dor intrínseca
    Bom domingo
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  26. As esperas são tristes e difíceis.
    Nostálgico e belo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  27. Lindo e triste poema.
    Beijinhos
    Araan.

    ResponderEliminar