quarta-feira, 27 de julho de 2016

Voltei ao lugar onde havia deixado lembranças

Voltei ao lugar onde havia deixado lembranças
Onde haviam existido os momentos de solidão
A brisa soprava mansinho, tocava meu coração
E meu pensamento não ia além das esperanças
.
Névoas carregadas tapavam o sol do meu rosto
O pensamento alcançava o limite do horizonte  
Os meus olhos brilhavam  para o mar e defronte
Nesta solidão onde a minha reflexão é desgosto
.
No silêncio das ondas libertava minha voz muda
Saída de minha garganta tão cansada e desnuda 
Tal como sentia minha alma num momento triste
.
Voltei a cair por  tantas coisas eu querer abraçar
Fugi do  meu  mundo, precisava do mar alcançar
Para meditar, desabafar, de tudo o que me assiste 
****
Cidália Ferreira

24 comentários:

  1. Gostei bastante deste poema minha amiga.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
  2. O mar é a fonte em que deixamos nossas mágoas,e podemos desabafar as lembranças que naquele momento estamos sentindo.
    Poetar triste,mas rico em versos.
    Bjs Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Adorei o poema ♥
    Meu blog é de moda masculina mas não deixe de visitar, se gostar se inscreva também.
    http://vinipratez.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Ótima recordação vale a pena sentir de novo
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  5. Olá Cidália
    Bom é saber que os momentos tristes passam. Bjs querida e um ótimo dia.

    ResponderEliminar
  6. Oi Cidália,
    Suas poesias me encantam
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  7. que poema maravilhoso!

    Portuguese Girl with American Dreams
    http://fromportugaltonyc.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Boa noite Cidália!
    Que poesia mais linda!
    Beijos!!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  9. A gente sempre volta onde deixou lembranças. Se a gente não voltar, o coração volta, não adianta. Lindo como sempre. bjs

    ResponderEliminar
  10. Sempre precisamos voltar a onde deixamos as lembranças, Cidália lindo poema esse, bjs.

    ResponderEliminar
  11. É bom voltar onde fomos felizes!
    Magnífico soneto!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Tão nostálgico e tão belo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  13. BRILHANTE!!!!!!! Um poema dominado pela tristeza e angústia mas tão belo e perfeitamente elaborado! Uma fuga até ao mar, um dos melhores locais para meditar e soltar as mágoas da alma, foi a tua inspiração e juntamente com esta soberba imagem, arrasaste.
    Beijinho amiga e resto semana feliz

    ResponderEliminar
  14. Não sei, voltar é sofrer novamente, bola pra frente. Beijos, Cidalia.

    ResponderEliminar
  15. Uma volta para exorcizar de vez os fantasmas da saudade
    Lindo o seu poema minha amiga
    Um beijo doce

    ResponderEliminar
  16. Belo soneto, cara amiga Cidália, com vossa marca peculiar: lirismo, paixão. solidão, canto à natureza...
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  17. O mar nos acalma. E que suas ondas tragam felicidade...
    Fiquei uns poucos dias sem vir e já bateu saudade.

    Deixo beijos e o desejo de um fim de semana repleto de alegrias.

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar