domingo, 31 de julho de 2016

Iluminavam-me o coração, raios dourados

Iluminavam-me o coração, raios dourados
Neste lugar tão belo e muito  aconchegado 
Sentia-me alguém de sentimentos fechados
Onde ao meu coração, o carinho foi negado
.
Deixei  que um  misterioso banco de jardim
Desejasse o nosso  encontro, deslumbrante
Espalhei pelas  águas  fragrâncias  de mim
Para que tu  deixasses de estar tão distante 
.
O raios  pareciam florescer, qual esplendor
Em águas dançantes sobre a beleza e a cor
Arrancando sorrisos, desejos, tanta saudade
.
Apenas o tempo não passa, mas ali sozinho
No nosso banco d'outrora recordo o carinho
Onde tantas vezes jurámos a nossa lealdade.
****
Cidália Ferreira.

27 comentários:

  1. Minha querida e poeta talentosa....
    Às vezes, o mundo nos prega essa peça. Esperamos alguém, com o coração transbordante de carinho, mas a pessoa não vem.
    Talvez um inesperado, um contratempo não deixam que o encontro desejado ocorra.... ou talvez, o amor que não veio, não era para vir!!!!
    O destino faz com que o que não é para nós não ocorra!!!
    Beijos pelo poema extremamente delicado!!!

    ResponderEliminar
  2. Lindo e profundo! um beijo, ótimo domingo! chica

    ResponderEliminar
  3. Que lindo, beijo um ótimo domingo a você!

    ResponderEliminar
  4. Que lindo poema! E que verso especialmente lindo este...

    "Espalhei pelas águas fragrâncias de mim..."

    Imagino o quão perfumadas ficaram estas águas... que elas levem nuvens desse perfume ao objeto desta saudade.
    Desejo-lhe uma semana de alegres surpresas.

    Beijos de {Λїta}_ST

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/


    ResponderEliminar
  5. Que lindo poema!
    Segui o blog...se poder visite o meu e se gostar segue :)
    Beijinhos

    http://annahandtheblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Juras que ficaram em um banco de Jardim!
    Amei Cidália.
    Bjs e um ótimo final de domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Olá Cidália
    Lindo poema e imagem. Abraços amiga.

    ResponderEliminar
  8. Lindo Cidália, é bom reviver juras passadas, bjs amiga, boa semana

    ResponderEliminar
  9. Que sensação maravilhosa reviver as juras de amor num recanto tão encantador. Que poema soberbo amiga Cidália
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Cidália, você consegue expor-se e demonstrar tanto sentimento em seus poemas... Este soneto ficou lindo.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. Magnifico e belo poema minha amiga, gostei.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  12. Cidália bom dia que lugar lindo pra recordar um grande amor,Cidália bjs.

    ResponderEliminar
  13. Muito bom, Cidália.
    Boa semana, um beijo.

    ResponderEliminar
  14. Ci
    bancos de jardim, guardam tantos segredos.
    boa semana.
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  15. Son los destellos de tus palabras, los rayos más sentidos, los que nos hacen sentir.

    Un placer estar en este precioso rincón.

    Un beso y feliz lunes.

    ResponderEliminar
  16. Como sempre, um poema de que gostei muito.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde!
    Que poema fantástico, como já nos habituou!! Adorei

    Beijinhos
    Visite:- http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Oi Cidália, sabe que eu adoro um banco de jardim...
    É onde eu realmente penso na vida...
    Belo poema.
    Bom começo de agosto...

    ResponderEliminar
  19. Que belas linhas amei lugar ótimo para deixa a cuca fresca,
    tenha uma asemana abençoada.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  20. Raios dourados de amor e saudade.
    Lindo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  21. LINDO DEMAIS!!!!! Uma imagem soberba que transmite emoções fortes ajudou na inspiração deste brilhante e profundo poema! Os raios dourados iluminaram este teu cantinho e construíste um poema fabuloso...adorei!
    Uma semana muito feliz e beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Maravilhoso Cidália! Como sempre...e esta música!

    ResponderEliminar
  23. A vida é tão efêmera e tantas são as vezes que imaginamos um amor eterno que se evapora no tempo.
    Belo poema Cidália,
    Parabéns poetinha

    ResponderEliminar
  24. Vim ver se a querida amiga tinha postado algo novo!!!!!
    Mas aproveito e deixo um beijinho de admiração e carinho!!!!

    ResponderEliminar
  25. Que lugar lindo para belas recordações! Amei!
    Beijos, bom fim de semana!
    Mariangela

    ResponderEliminar