terça-feira, 26 de abril de 2016

Subi de degrau em degrau, mas caí

Subi de degrau em degrau, encontrei-te
Abracei-te com toda a minha força
Amei em silencio e sofri, 
Tentei continuar a subir, entristeci
Ao cimo das escadas o pior aconteceu
Fechaste-me a porta, chorei,
A noite chegou e esfriou
Desci os degraus tristemente 
Mandas-te-me embora tão friamente
.
Nos degraus continuei, em desespero
As horas passaram, fechou a noite
A porta continuava fechada
O meu coração tremia sem frio
As lágrimas caíam, soluçando
Do meu peito saia o grito mudo, revolta
Que gelado estava meu corpo sem ti,
Subi de degrau em degrau, mas caí
Perdi tudo aquilo, que vinha alcançado 
***
Cidália Ferreira.

29 comentários:

  1. Belo poema Cidália, que carrega, no fundo, uma tristeza pela decepção da perda. Mas ao descer as escadas, tu vais encontrar uma nova escada... um novo caminho..
    É isso que acontece aos bons e apaixonados corações!!

    ResponderEliminar
  2. Lindo e triste e quando caímos,m logo saberemos levantar! Bela inspiração! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. O corpo se revolta com a decepção da perda. Um poema excepcionalmente belo e triste
    Um beijo querida

    ResponderEliminar
  4. Um grito por socorro e revoltado por uma perda.
    Lindo poema,mas triste.
    Bjs Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Um escada cuja descida representa o fim de um amor mas, se volta-se a subir um novo e feliz caminho pode aparecer.
    Lindo poema.
    Tenha um dia repleto de alegrias.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Continuo a notar uma dose elevada de melancolia e sofrimento.
    Boa semana, Cidália.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Um belo poema apesar de toda a tristeza que carrega.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  8. Quando a tristeza nos invade o coração só existe uma forma de a tirar. Viver cada momento, cada segundo, apanhar uma flor no jardim ou no campo e ... abrir a alma à vida e ... sorrir.

    Beijo amiga

    ResponderEliminar
  9. A gente cai mais levanta, importante na vida é nunca desistir.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  10. Belo poema.

    Tenha uma ótima terça feira.
    http://blogdaadilene.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Subir escadarias com portas fechadas no fim da subida é desolador! Um poema muito triste. Sobre o esforço que o amor exige. Muito forte e desconcertante.
    xx

    ResponderEliminar
  12. Que lindo, embora triste, cair e levantar é o exercício da vida, mas tudo vai melhorar!Linda inspiração amiga poetisa!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  13. A escada sempre irá estar a nossa frente, o importante é nunca desistir de querer subi-la.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  14. Oi Cidália,
    O seu poema retrata as amarguras que passamos na vida, mas que deslisam como um rio ou na vida em si em que estamos sempre batendo de cara e caindo sentada, depois de tantas desavenças vemos o pôr do sol sorrindo nossa vida. É só ter fé.
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  15. OI CIDÁLIA!
    BELÍSSIMO POEMA.
    PORTAS FECHADAS TODOS AS TEREMOS, MAS, AS DE AMOR, DOEM...
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  16. Bom dia amiga

    Nos degraus da vida, podemos até parar em cada degrau, mas o essencial é prosseguir até o fim. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  17. A poesia retrata sentimentos.
    Há momentos tristes e outros mais alegres.
    É assim a vida...
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  18. Oi querida,
    Obrigada pelo carinho
    Beijos no coração
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  19. Oi amiga, que linda poesia. Mas triste.
    Como certos momentos em nossa vida.
    Mas jamais podemos deixar que certos degraus nos detenha.
    Um grande e afetuoso abraço!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  20. A perda de um amor marca-nos!

    Excelente e triste poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Poema triste, muito bem escrito.
    A porta contínua fechada, certeza que se abre uma grande janela
    Uma boa noite
    Beijos

    ResponderEliminar
  22. Jamais devemos voltar aos degraus alcançados, prosseguir sempre por mais perdas que tenhamos. beijos

    ResponderEliminar
  23. Mesmo com uma grande queda, tem que dar a volta por cima
    e continuar por que a vida é de alto e baixo, mais perder o foco
    nunca linda e triste poesia mais sempre arrasando.
    Canal: https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  24. Subir de degrau em degrau é a vida, cair levantar e continuar lindo texto abraço.
    www.ficarbem.com

    ResponderEliminar
  25. Olhando esta imagem, adivinhamos as emoções deste poema! Muito intenso e poderoso e obriga a refletir!Pegaste na subida dos degraus da vida que muita vez são íngremes e construíste um soberbo e profundo poema. Adorei, não obstante a amargura nele contida.Um grande beijinho amiga

    ResponderEliminar