sexta-feira, 15 de abril de 2016

Cai desalmadamente e num som ruidoso...


Amanheceu tristemente e muito chuvoso
Sem o brilhar e o perfume da Primavera
Cai desalmadamente e num som ruidoso
Deixando-me descontroladamente severa
.
Sons insistentes que me invadem a calma
Quando num olhar não encontro a alegria
Cai fortemente, afectando recantos d'alma
Que tristemente  me vai roubando energia
.
Olhava a janela, sentia de mim um arrepio
E no silêncio, imaginava as margens do rio
Que se enchiam apressadas, sem contenção
.
Amanheceu o meu dia em perfeita lucidez
Tanta chuva, que me provocou embriaguez
No meu pensamento, acordando na solidão.
****
Cidália Ferreira.

27 comentários:

  1. Uma grande sensibilidade em cada palavra descrita amiga Cidália.
    Adorei.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Um soneto concebido de acordo com as condições atmosférias. Muito bem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Com maestria e sensibilidade descreve as condições adversas que vai modificando o nosso olhar e afeta o sentimento levando à uma magnífica introspecção. Belíssima composição poética Cidália
    Beijinhos colhidos nas estrelas

    ResponderEliminar
  4. Que linda,Cidália!Sempre tão inspirada! bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. Querida Cidália
    Realmente, esta chuva «cai desalmadamente»! Tem toda a razão! Mas, dito por si, nesta forma tão poética, até nem parece tão mau assim!
    Parabéns pelo seu belo soneto, forma muito difícil de se concretizar.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde, o poema adequado ao tempo que se faz sentir é maravilhoso.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderEliminar
  7. Ahhh, a chuva traz mesmo uma vontade cortante de estar acompanhada, de ter alguém para abraçar... e é triste quando esse algupém não está.
    Lindo poema, um retrato melancólico da chuva mas muito lindo e verdadeiro.
    Tenha um fim de semana repleto de alegrias.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. O romantismo da chuva nos permite sonhar... nos permite imaginar o contacto com a pessoa amada.... e ouvir a música que emana de ambos, soando junto ao som da chuva!!

    ResponderEliminar
  9. Entre os pingos da chuva que cai, aflora o romantismo da alma da poetisa. Lindo demais.

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  10. Mostraste magistralmente como o exterior, e neste caso o estado do tempo pode inlfuenciar os nossos estados de alma.
    Belíssimo, Cidália! E que o sol regresse depressa...
    Bom fim de semana.
    xx

    ResponderEliminar
  11. E assim fugiu de ti
    A tempestade de outrora
    Regressa a chuva com força
    Mas tristeza, vai-se embora
    E a assim continuar
    Mesmo entre a solidão
    Antes molhar que sofrer
    Por um qualquer amor ausente .....

    Beijinhos e bom fim de semana!!!!!

    ResponderEliminar
  12. Lindo soneto musical, cara amiga Cidália. A chuva, geralmente, inspira a gente a fazer poesia.
    Um abração. Tenhas um lindo fim de semana, de preferencia, sem chuva.

    ResponderEliminar
  13. Que boa inspiração com a chuva cidália!Lindo demais!
    Beijos, bom fim de semana!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  14. Olá amiga Cidália, um soneto maravilhoso que amei demais. A chuva cansa-nos mas a sua escrita aquece-nos tal como um raio de sol, no horizonte das palavras. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  15. Amiga como é ruim se acorda na solidão, mais a poesia estar
    show amei, bom final de semana.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  16. É impressionante como até esta instabilidade meteorológica funciona como tua musa inspiradora...
    Beijinho, Cidália!
    :))

    ResponderEliminar
  17. O tempo chuvoso nos entristece mesmo... Porém,
    desta vez, resultou em belos versos.
    Grande abraço, Cidália!

    ResponderEliminar
  18. Abençoado final de semana!!!!!! beijos

    ResponderEliminar
  19. Maravilhoso, sedutor e oportuno poema!Lindo demais

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Oi Cidália,
    Lindo, como sempre
    Adorei
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  21. A chuva pode ser muito inspiradora como prova este seu belo soneto, parabéns!

    Um beijinho Cidália

    ResponderEliminar
  22. Com sol ou chuva a inspiração não lhe falta amiga, lindo poema
    Bom fim de semana, bjs

    ResponderEliminar
  23. Amiga...
    Fico tremendamente feliz quando posso marcar minha presença no seu cantinho poetico.
    Tenho orgulho de fazer parte da sua lista de amigos blogueiros ,
    pois a cada postagem minha lá esta
    você com sua beleza e candura ...
    Um feliz Domingo poetisa querida.
    Beijos..Evanir..

    ResponderEliminar
  24. Magnífico! Um poema maravilhosamente escrito com inspiração dum dia chuva observado pela janela.Como sempre encantas-nos por tudo: construção, escolha de palavras e emoções. Muitos beijinhos e uma semana fantástica

    ResponderEliminar
  25. A chuva trás por vezes uma certa nostalgia com ela.
    Lindo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar