segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

O Sol foi embora, e a minha saudade despertou

O sol me abandona deixando na sua passagem
Revivendo emoções, apelando à minha calma
Murmúrios escondidos embelezam a paisagem 
Onde flutuam as orlas dum sentimento d'alma
.
No silêncio do sol que morre e volta a nascer 
Ficam segredos da nossa viagem, de saudade 
Quando recordada nos faz reviver e fortalecer
Laços que apertam em odes de cumplicidade 
.
O sol navegou nos rios, beijando as margens
Foi-se embora levou com ele suaves aragens
Ficando parado, o barco que nos transportou
.
Viajamos na beleza, olhares que nos fascinam
Em toda a paisagem há emoções que ensinam
O Sol foi embora e a minha saudade despertou
****
Cidália Ferreira

31 comentários:

  1. Marco Aurélio - Brasil8 de fevereiro de 2016 às 10:42

    Um prazer estar aqui e ler notas sentidas de uma poeta maiúscula.
    Cidália,, ler-te é um desafio à nossa sensibilidade....
    Uns dias é a Lua que te embala, noutros é o Sol...
    Delícia ler-te!!!

    ResponderEliminar
  2. O sol leva consigo a luz... a noite traz consigo as lembranças.

    ResponderEliminar
  3. Querida Cidália
    Sempre a brindar-nos com a sua sensibilidade tão poética!
    O Sol, não há dúvidas, é a alegria da Terra e , sem ele, ficamos à mercê da nossa imaginação.
    Parabéns pelo seu belo poema.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  4. Nessa hora mágica, tudo se transforma! Lindo! bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. Estás imparável amiga Cidália e cada vez mais os teus poemas provam a tua genialidade poética! Lindo demais, ricamente construído e com uma sensibilidade impar perante a emoção duma partida. Muitos beijinhos e uma boa semana

    ResponderEliminar
  6. Oi Cidália,
    A saudade nem o tempo consegue matar
    Amei
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  7. Quando fica a saudade é porque esse "sol" ainda pode voltar...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  8. O sol se foi deixando a saudade mas no ar uma promessa de novo encontro. Belíssimo poema Cidália
    Uma linda semana
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. O sol foi embora, mas ele volta, e a saudade sempre volta, Cidália beijos.

    ResponderEliminar
  10. Eis um belo soneto inspirado, repleto de lirismo, paixão e musicalidade. Gosto muito dos teus poemas, pois além de serem belos, são, quase sempre, um hino à natureza. Um abraço daqui do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  11. Parabéns por mais este belo soneto.

    Um beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  12. Boa noite Cidália,
    Um lindo soneto.
    O sol, a luz que nos ilumina e dá vida!
    Beijinhos e boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  13. Olá amiga, lindo esse poema, a falta de sol deixa-nos mais
    deprimidos, beijos e boa semana

    ResponderEliminar
  14. Este é mais um lindo poema!
    Bom Carnaval
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Nunca me canso de admirar teus poemas. Quando elejo um como o mais belo aparece outro mais belo ainda...

    "O sol navegou nos rios, beijando as margens
    Foi-se embora levou com ele suaves aragens
    Ficando parado, o barco que nos transportou"


    Lindo demais!
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Quando o sol parte, fica sempre uma nostalgia, que às vezes perdura até ao novo amanhecer.
    Um abraço e bom Carnaval

    ResponderEliminar
  17. E por vezes é bem duro quando a saudade desperta...

    Gostei da canção também.

    Ci, beijinhos e alegre Entrudo !

    ResponderEliminar
  18. A saudade é tão intensa quanto o sol que raia todo dia. Lindo poema!

    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  19. Sempre com belíssimos poemas! Amei
    Imagem Divina

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Ai como é ruim a saudade mais amei o poema, tenha uma semana abençoada.
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Meu canal:https://www.youtube.com/watch?v=apP6eHn5PlI

    ResponderEliminar
  21. O sol vai e as saudades vem...
    É sempre assim!
    Lindo poema Cidália.
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  22. por vezes assim é, e a saudade faz-se lembrada...
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  23. O Sol da vida em imaginário poético. Bonito demais
    Bjo

    ResponderEliminar
  24. Poemas para ler devagar e com vontade de viver mais e mais alto.

    ResponderEliminar
  25. Oi Cidália,
    Uma linda noite para você
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  26. O entardecer embora belo, vem muitas vezes lembrar outros tempos, trazendo consigo a saudade.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar