sábado, 23 de janeiro de 2016

No silencio, calei minha voz que se entristeceu.

Venço-me pelo cansaço que invade meu coração
Corre-me nas veias sensação de fracasso, tristeza
Sinto que tudo me foge, preciso de concentração
Para te  dizer o que sinto, respeito-te, sem frieza 
.
Com palavras banais, que se cruzaram comigo
Deixei escrito a negrito, respeito que enalteceu
O teu ser que para mim significa, ombro amigo
Guardo no  meu  livro o que de bom aconteceu

No silêncio, limpei  lágrimas de tanto cansaço 
De minha  garganta muda, este nó não desfaço 
Não consigo traduzir em palavras, eu não minto
.
Venço-me, pela insignificância e falta de valor
Sinto não ter apetência para conquistar o amor
Que me acolheu e me fez despertar o que sinto.
****
Cidália Ferreira.

28 comentários:

  1. Linda e intensa poesia! bjs, ótimo fds! chica

    ResponderEliminar
  2. Marco Aurélio - Brasil23 de janeiro de 2016 às 11:24

    Como sempre... entro aqui e vejo um soneto tão apaixonantemente triste...
    Cidália... eu me engano ou há tempos que você não faz um soneto???
    Um beijo de amigo e admirador!!!!

    ResponderEliminar
  3. Oi Cidália querida


    Seus poemas me tocam muito...
    Lindo, delicado, triste e forte...
    Sentimentos que afloram em palavras.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  4. Um silêncio e a voz emudece ficando triste,sem a presença do amado.
    Lindo amiga Cidália.
    Bjs e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Introspectiva... quase rebelde consigo mesma. Também and.o meio assim, com uma certa raivinha de mim. Parabéns. Lindo sempre. bjs

    ResponderEliminar
  6. No ar fica uma duvida
    Rebate de corações
    Sentimento que se esconde
    Nas nuvens, sem compaixão.

    Gostei amiga, na verdade, deixa no ar a certeza da fragrância que baila em tuas letras.Gostei

    Beijinho e Feliz fim de semana.....!!!!!

    ResponderEliminar
  7. A ausência faz calar a voz do coração que chora pelo amor distante
    Magnífico poema amiga Cidália
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Aprecio muito a tua elegante poesia, Cidália Ferreira.~
    Abraços

    ResponderEliminar
  9. Que triste situação, MAS A FALTA DO AMOR ENTRISTECE!
    BEIJOS!

    ResponderEliminar
  10. Muito triste...muito belo ... muito bem estruturado...Mas será que algo ou alguém na vida merece assim tanta tristeza no coração?
    Gostei muito
    Bjo

    ResponderEliminar
  11. Amiga bela poesia e mais triste, sem tristeza vamos se alegrar
    Meu Canal: https://www.youtube.com/watch?v=WflDsh0kjCo
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Versos tristes mas poeticamente intensos e bem construidos. Aplausos pra ti!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Admiro sinceramente os seus sonetos, pois embora goste de escrever poesia, sou incapaz de os fazer.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  14. Boa noite Cidália,
    Um soneto lindo e nostálgico, mas as coisas de amor são assim!
    Momentos alegres ou mais tristes fazem parte.
    Desejo-lhe um bom domingo e semana.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  15. Tenho faltado alguns dias, ainda não me acertei com 2016, mas sempre que posso venho correndo pq gosto muito daqui...
    Poema triste que me comoveu.
    Amor não correspondido é muito doloroso, embora gere lindas poesias.
    Deixo beijos para vc

    ResponderEliminar
  16. Muito triste. Não aprecio os valores da tristeza mas respeito quem a sente, e por isso, gostei de ler o poema.
    Domingo feliz.

    ResponderEliminar
  17. Nossa, que profundo, tocou na minha alma!!!
    Bjs!!

    www.eueosquatro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  18. Poesia triste, porém bonita
    Beijos boa semana

    ResponderEliminar
  19. Oi Cidália
    LINDA POESIA, UM PUCO TRISTE.
    BEIJINHOS
    MINICONTISTA2

    ResponderEliminar
  20. Excelente e melancólico poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Muito bem escrito como sempre, mas é de um grande~
    desânimo.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  22. Boa noite, Cidália.
    Uma poesia forte e intensa.
    Nem sempre cobseguimos ter o amor em nossas mãos do modo como queremos e a insatisfação se faz marca notória.
    Beijos na alma.

    ResponderEliminar
  23. Boa noite, Cidália.
    Uma poesia forte e intensa.
    Nem sempre cobseguimos ter o amor em nossas mãos do modo como queremos e a insatisfação se faz marca notória.
    Beijos na alma.

    ResponderEliminar
  24. A tristeza paira neste poema mas duma forma tão bela que encanta! Poema fantásticamente construído com emoções fortes e amarguradas! A poesia é assim mesmo um grito da alma e um estado de espírito. Muitos beijinhos Cidália e feliz semana

    ResponderEliminar