quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Da minha janela...

Afloravas ao meu pensamento 
Enquanto da minha janela
 No momento, a chuva caía
Como lágrimas do pensamento
Que via derramar sobre ela,
Como é tristes a ilusão
Como chuva que cai sem provisão
Afloram momentos em excitação
Ao mais sensível coração,
E vai caindo torrencial
Por estradas longas abandonadas
De gente que foge do temporal
Enquanto a chuva não passa
São beirais e valetas sem graça
Sobrando apenas desgraça,
Tristemente daqui observo
Da minha janela em silêncio
Escuto a chuva em sintonia
Que entra no meu pensamento
São tuas palavras meu alimento
E me fazem escrever poesia 
Da minha janela, enquanto chovia.
***
Cidália Ferreira 

34 comentários:

  1. Uma bela poesia minha amiga.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. E tu escreves poesias lindamente sempre! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. As poesias são assim Cidália,chegam nos momentos em que não esperamos.
    Adorei.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Desilusão é triste, só sabe a dor quem passa...
    Vendo a chuva tb choramos com ela..

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  5. Um coração cheio de amor, aflora mesmo lindas inspirações como a sua!
    Maravilhoso poema Cidália!
    Beijos, e um lindo dia.
    Mariangela

    ResponderEliminar
  6. A chuva chegou e trouxe com ela inspiração para o poema de hoje! Em sintonia com a sua queda, junto à janela e envolta nos teus pensamentos, soltaste a tua alma. As palavras fluiram e deram origem a um poema triste mas belo e cativante. Um grande abraço e tem uma feliz quarta feira, que a tristeza abandone a tua alma

    ResponderEliminar
  7. A chuva trouxe-te muita inspiração fresca, sadia, harmonizada. Poema triste como a chuva torrencial, mas ao mesmo tempo a irradiar beleza como a chuva que cai de mansinho e de forma suave. A chuva lava a alma de amores infortunados...
    Gostei muito
    Bjo

    ResponderEliminar
  8. Belo poema inspirado num dia de chuva... Além de tristinho tem a sua beleza. Gostei!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Lindo poema, a imagem animada é linda, adoro chuva!
    Abraços linda Cidália!

    ResponderEliminar
  10. Como sempre és um encanto nos seus transcritos.
    Beijos de boa tarde

    ResponderEliminar
  11. Oi Cidália
    Linda poesia com um misto de desilusão.
    Beijos
    Dorli Ramos

    ResponderEliminar
  12. Simplesmente maravilhoso, Cidália. Meus parabéns. bjs

    ResponderEliminar
  13. Olá Cidália,

    A chuva traz nostalgia, que é o que aflora em sua melancólica inspiração.
    Ilusão quase sempre resulta em dores e decepção.
    Muito linda a poesia.
    Você continua muito inspirada.
    Prazer em revê-la.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  14. Que maximo arrasou como sempre a janela é tudo de bom
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  15. Boa Tarde,querida amiga poeta Cidália!

    Lindo demais seu poema,apesar de triste.

    A chuva sempre nos inspira e a imagem é magnífica!

    Parabéns pelo espaço e por seu coração tão belo e repleto de amor.

    Aproveitei que a conexão melhorou para comentar mais de 1 post seu.

    Linda sexta e fim de semana

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    ResponderEliminar
  16. A chuva tem destas coisas! Fabuloso!!!

    Beijusss linda Poeta

    ResponderEliminar
  17. Olá Cidália
    Depois da chuva o sol volta sempre a brilhar. Bjs amiga.

    ResponderEliminar
  18. Mais um belo poema, temperado com alguma nostalgia, mas normal para a época.
    Os pensamentos são como o tempo.....levam-nos para trilhos mais complexos e movediços. Mas já temos aí à porta, um fim de semana de sol
    Beijinho amiga poetisa e Feliz quinta feira !!!!!!

    ResponderEliminar
  19. Muita linda Cidália..... Amo seus poemas dizeres....bj

    ResponderEliminar
  20. A chuva ela vem mais depois ela vai, e é assim a vida, Cidália beijos.

    ResponderEliminar
  21. Marco Aurélio - Brasil17 de setembro de 2015 às 15:05

    A combinação entre a saudade, o enlevo da poeta e a figura romântica e pureza da chuva na janela... são os elementos de uma poesia sempre terna e carregada de sentimentos.
    Você consegue em tua poesia, pintar um quadro muito lindo!!!
    Parabéns Cidália!!!

    ResponderEliminar
  22. Olá, sempre com belos poemas, ao mais sensível coração este poema emociona.
    AG

    ResponderEliminar
  23. Janelas são sempre convidativas a se olhar não somente para fora, mas para o que está refletindo o nosso coração.
    Poesia delicada, Cidália.
    Saudoso abraço!

    ResponderEliminar
  24. Invejo o sua fonte inesgotável de inspiração.
    Muito belo este poema!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  25. Arrasando como sempre amei
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  26. Oi Cidália,
    Passando para lhe desejar uma linda noite
    Beijos
    minicontista

    ResponderEliminar
  27. E através desta janela a tua linda e expressiva composição poética
    Um poema soberbo amiga Cidália
    Beijos

    ResponderEliminar
  28. Cada vez que passo por aqui me encanto com seus poemas.

    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  29. As tuas palavras são apaixonantes, caramba!

    ResponderEliminar
  30. Boa noite Cidália! Eis que como de costume, sempre encontro por aqui algo sublimemente lindo!!! Amei!!!
    Beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar