segunda-feira, 1 de junho de 2015

Olho a lua enquanto espero.

Olho a lua enquanto espero
Em praia de ondas revoltas
Com meu coração de esperança
Que espera, e não se cansa,
E enquanto tu não chegas
Vou apreciando as ondas
Que parecem sussurrar
Ao meu coração de criança
Com seu lindo borbulhar,
Sinto salpicos no rosto
Respiro fundo seu cheiro
Enquanto me lembro de ti,
Do momentos, das promessas
Das palavras mais perversas  
Das zangas, meras conversas
Que fazem chorar meus olhos,
Olho a lua e tu não chegas
Meu coração entristece 
Por não ver, quem não esquece
***
Cidália Ferreira.

16 comentários:

  1. Marco Aurélio - Brasil31 de maio de 2015 às 22:15

    Ahhhhhhhhhhh
    EU SOU O PRIMEIRO.......................!!!
    DELÍCIA DE POEMA E VIR AQUI!!

    ResponderEliminar
  2. Marco Aurélio - Brasil31 de maio de 2015 às 22:18

    Agora comento com calma.....e vejo a tristeza da poeta em sentir-se só, esperando o amado... ele há de chegar.... quem teria coragem de deixar-te esperando num momento tão romântico???

    ResponderEliminar
  3. Mais uma vez,um lindíssimo poema!! Tambem gosto bastante da musica que acompanha o teu blogue,é perfeita!! Muito boa noite,excelente semana e até breve!!

    ResponderEliminar
  4. Uma maravilhosa forma de esperar:olhando pra linda lua! bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. Este poema é fantástico...de facto nasceste com um dom muito especial para a escrita!
    Beijinhos, Cidália!

    ResponderEliminar
  6. Muito belo o poema, e também gostei da foto ali ao lado! :-)
    xx

    ResponderEliminar
  7. Como sempre,escreves com alma, não canso de dizer.
    Está lindíssima , com esse vestido preto.
    Beijos, boa semana

    ResponderEliminar
  8. A mesma fértil melancolia de sempre. Beijos.

    ResponderEliminar
  9. Mais um lindo e belo poema cheio de melancolia.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  10. A poesia é um mundo de emoções, nela soltamos o grito da nossa alma, seja ele de tristeza, alegria, revolta, saudade. Mesmo a poesia mais triste não deixa de ser bela porque a intensidade emocional é que lhe confere o valor poético. Maravilhoso poema Cidália, dominado pela esperança do amor que não chega. Um beijinho gigante e uma feliz segunda feira

    ResponderEliminar
  11. Bom dia e boa semana, penso que é ao contrario, a lua é que olha para a senhora e da-lhe a inspiração para escrever os belos poemas, hoje dia da criança o seu coração também tem o direito de palpitar,
    AG

    ResponderEliminar
  12. A eterna saudade de quem ama um amor perdido, neste excelente poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Oi Cidália
    Uma linda poesia linda com uma tristeza doída
    Beijos no coração

    ResponderEliminar
  14. Ai Ci

    Eu tenho medo de ficar a espera de alguém que não pode voltar mais....

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  15. Uma poesia triste e com a sensibilidade de um coração magoado,na esperança de reencontrar o amor.
    Muito linda Cidália.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar