terça-feira, 2 de junho de 2015

Mágoa de um sol que se esconde de mim.

Mágoa, de um sol que se esconde de mim
Que aparece, tão tristemente e desaparece 
Quais ondas dispersas molhando-me assim
Salpicando meu rosto que alguém esquece
.
Pelo areal deserto, sem destino, à procura
De um pedaço de mim, que alguém levou
Choram meus olhos em coração de tortura
Sussurrando às ondas que tristemente amou
.
O sol foi-se embora deixou-me a tristeza
E meu coração em momento de fraqueza
Imaginando, que  amanhã sinta  teu odor

Ondas tristes, banham meus pés descalços
Nunca se cansam de ultrapassar percalços 
E na mágoa, um sol que se foi, ficou a dor
****
Cidália Ferreira.

20 comentários:

  1. Um belo poema e que o Sol volte a brilhar.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Amiga j´mais ele vai deixar de brilhar para você, amei
    belo poema.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=eNNlFtDc1-o
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Melancolia, tristeza..O sol há de voltar! bjs, tuuudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Com certeza o sol irá a voltar a brilhar. beijos Ci, bom dia

    ResponderEliminar
  5. Oi Cidália.seus poemas estão muito tristes,coloque alegria dentro desse coração magoado e deixe o sol voltar a brilhar.
    Gostei muito.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Marco Aurélio - Brasil2 de junho de 2015 às 13:47

    Ahhhh minha querida amiga e poeta......
    O sol se escondeu de ti, envergonhado pelo calor que exala de teus poemas...
    Logo logo ele se "desenvergonha" e volte para iluminar tua inspiração.
    Um grande abraço!!!!

    ResponderEliminar
  7. Lindo poema Cidália.
    O sol com certeza um dia volta a brilhar!!
    Estou a espera desta volta.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Vamos jogar as mágoas fora, elas não acrescentam nada de bom.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  9. Poema cheio de tristeza e saudade!!!
    Belo.

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Lindíssimo poema dominado pela amargura! Num cenário maravilhoso junto às ondas só falta mesmo o sol aparecer e o brilho voltar ao teu olhar e coração. Tal como nós, o sol muitas vezes também anda "triste" mas ele não se "esqueceu" de ti e voltará a brilhar. Um grande abraço amiga e continua assim com excelentes inspirações.

    ResponderEliminar
  11. Triste, porém brilhante Cidália!!!
    Beijos e beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. É impressão minha ou a menina hoje está melancólica, humm?

    ResponderEliminar
  13. O tempo às vezes é nuvem que descortina esse sol escondido, Cidália, ainda que seja para o nascer de um novo dia.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  14. Olá Cidália, um soneto melancólico, mas muito belo!
    Que o sol volte a brilhar!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  15. Lindo, mas triste amiga.
    E que o sol brilhe sempre ai!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderEliminar
  16. Adorei o post.. Beijo <3

    http://blogbaudefeminices.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Com um poema tão belo, nem o sol resiste!
    Com certeza que o sol volta a brilhar brevemente.
    Um beijo, e alegria amiga..

    ResponderEliminar
  18. Lindo, amo poemas com mar, sol, natureza, tudo se relaciona com amor, triste e belos versos!
    Abraços linda amiga!

    ResponderEliminar
  19. Querida amiga Cidália... Adoro todos os poemas assim como as musicas ! continua sempre assim amiga ... Um grande beijinho de coração ... São ferreira

    ResponderEliminar