sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

"Já passaram 20 anos"


MÃE,
Já passaram 20 anos…

A Saudade fica eternamente...Tenho mágoa, de nunca ter dito… Amo-te...A dor que ainda sinto...prefiro acreditar nos meus sonhos, em que fostes viajar para bem longe, e que de vez em quando me visitas durante o meu sono.

Alguns desses sonhos atormentam-me... mas até assim gosto de os ter!

A falta que me fizeste, quando todos os dias o almoço era surpresa...A falta que fizeste aos teus netos, eram pequeninos, mas lembram-se muito bem de certos momentos de carinhos que tinham contigo, e também quando te arreliavam.

A recordação do dia que passámos, as conversas, as tarefas daquele dia, as risadas, a boa disposição, as pessoas que estiveram envolvidas, enfim tudo isso te consolou naquele trágico dia 29/01/1994 era "Sábado"… ((parece que adivinhavas que ias partir)) ...

“Dando entrada no hospital com uma forte dor de cabeça, aparentemente com uma congestão diziam eles, perdendo a memória, e sendo enviada para Coimbra onde deu entrada clinicamente morta...vindo a ser desligada a 31-01-1994… conclusão: Só nos foi entregue para levar quase que directa para o cemitério...no dia 1/02/1994 já limpinha no que se diz respeito a órgãos”.

Esses órgãos serviram para salvar vidas, nomeadamente a vida de um Irmão seu que de imediato recebeu um rim. Foi ele uma pessoa de coragem para se submeter a uma operação sabendo que tinha acabado de perder uma irmã…. Mas a lei da vida é assim!

Não tínhamos nada contra a doação dos órgãos, mas ficámos revoltadas com a falta dos seus olhos, que nem isso souberam disfarçar. Doeu… doeu…doeu…Ainda hoje vejo a sua imagem.

Amigos não me levem a mal por este artigo… Mas o meu coração pediu-me que escreve-se sobre ela…Sinto saudades!  [ A vida da minha Mãe dava um livro]

20 Anos depois… descansa em paz




 Cidália Ferreira.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

"Brincavas comigo à Beira da Lareira"

[Tirada da net)
Brincavas comigo à beira da lareira
Com teu jeitinho doce, muito meigo
Mas entre nós não existe barreira
Da nossa força de vontade e desejo

São sonhos, realidades e diversões
Estão em minha mente constante
Entrego-me com carinho ás ilusões
Sentindo-me realizada… fascinante

Lindos estes meus alegres momentos
Que para sempre ficam na recordação
São devaneios, gosto destes tormentos
Que ficam sempre nos nossos corações

*******
Cidália Ferreira

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

"Teste simulação; Como trocar os lençóis ao idoso acamado"


Bom dia Amigos e Amigas:

Hoje decidi mudar de Poesia:

"Técnica em Geriatria" nível 2

Então ontem pela primeira vez fomos fazer a simulação; De como mudar a cama com o idoso acamado, ou seja, foi tipo uma avaliação, mas antes treinámos apenas uma vez.

Gostei porque pudemos simular o diálogo com o idoso, confesso que me senti bem. Embora saibamos que lidar com o idoso será mais complicado, mas também pode ser gratificante…Tivemos ajuda de duas colegas que se prestaram a fazer-se de idosos acamados, uma delas fez-se de idosa “rabugenta e mexida” deu para rir e descontrair  um pouco,Hehehehhehe…. Gostei muito da experiência, claro temos que ser sempre duas.

"Confesso também que, desde que estive numa cama de hospital, em que a minha cama era mudada comigo deitada e mal me podia mexer, fiquei sempre com a curiosidade de saber qual era a táctica. Devo dizer que valorizo muito esse trabalho, assim como outros".

Embora não tenha nenhum tipo de experiência com idosos, e eu me assuste um pouco com certas matérias que damos, ou seja, das coisas que esperam, e nos podem acontecer… mas penso que vou conseguir!

Em breve vamos visitar um lar de idosos para interagir com eles, e começarmos a entrar na verdadeira “realidade” ou mais ou menos isso… porque a verdadeira é mesmo ter a capacidade física e psicológica de lidar com eles!

Não tirei fotos porque tinha que estar com atenção…
Assim como os nosso testes nos correram bem.

Espero que gostem desta pequena partilha...trarei mais em breve.

Ass: Cidália Ferreira

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

"Desejo-te num encontro"

Desejo-te num encontro
Na praia, pelo areal
São anseios verdadeiros
De quem gosta de encontrar
Algures perdido, o Amor
Sozinho a recordar
Pensando, virado para o mar
Horas que passam sem nada
As ondas que vão e vêm
São recordações que nos marcam
As saudades que nos matam
Vou passeando na praia
Olhando as ondas do mar
Vou esperando por ti
Que me venhas encontrar
E dou por mim a pensar
Quantas saudades eu tenho
Deste meu desejoso A'mar
***
Cidália Ferreira.


segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Há coisas fantásticas não há?


No dia em que aqui nasci
Já mais pensaria tal coisa
Mas com poesias cresci
Apaixonada… e tão doida!

Sou ainda uma criança
Apenas por aqui gatinho
Mas tenho na esperança
Em dar-vos muito carinho

Quero dar passos lentamente
Disto não tenham duvida
Para deixar ardentemente
O blog , coisas de uma vida

E pelas vossas mensagens
Por todo o vosso carinho
Aqui vos deixo os parabéns
Sigam-me… No meu caminho.

****

São 249 Seguidores
Foram 302 Mensagens postadas
Mais de 53.080 Visitantes
Mais de 8.090 comentários
.
Há coisas fantásticas não há?
Se podia passar sem vocês?
Poder podia,
Mas não era a mesma coisa!
OBRIGADO


Cidália Ferreira.

domingo, 26 de janeiro de 2014

"Quero sentir o perfume"


Quero sentir o perfume
Na tua pele sensual
Quero sentir teu calor
No meu corpo já carente
Pelo ardume que sente
É o desejo de querer
Abraçar com carinho
Esse corpo tão meiguinho
Sentir a nossa magia
Estremecer de emoção
Quero esbarrar-me em ti
Deixar-te extasiado
Louco… alucinado
Ao entregar-te meu corpo
E sentir a emoção
Dos nossos cheiros trocados
Quero ficar ...
 Unida ao teu coração
Poder guardar teu perfume
Na minha recordação!

*****
Cidália Ferreira.



"Domingo Feliz"


Bom dia Amigos e Amigas
Um excelente Domingo para todos
Com muita paz 
Muito Amor
Muita Alegria
E boa harmonia
Sejam todos muito felizes!

Beijos & Abraços
Cidália Ferreira

sábado, 25 de janeiro de 2014

Quero que sejas meu sol"

Quero que sejas meu sol
Para me poderes aquecer
Nas minhas manhãs de frio
Quando te levo comigo
No coração escondido
Este segredo que guardo
Parece um Diamante
Que fazem meus olhos brilhar
E meus dias alegrar...
Fazes-me sorrir com vontade
Com carinhos oferecidos
Por breves momentos que seja
Meu pensamento me diz
Que serás sempre o meu sol
Mesmo em dias de chuva
Tu chegas brilhas, aqueces
Fazes-me sentir feliz
O meu coração que é o teu
Vai compensar-te um dia
 Porque, simplesmente mereces!
*****

Cidália Ferreira.


sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

"Deixas que meus olhos chorem"

Deixas que meus olhos chorem
Deixas, que de ti sinta saudade
Lágrimas que de mim escorrem
Escondida, sofro com ansiedade

Está meu rosto triste sozinho
Fechado a qualquer alegria
Sentindo falta do teu carinho
Que me oferecias a cada dia

Há palavras que nos marcam
Quando nos saem do coração
São elas... que nos embalam
Nos deixam boa recordação

Deixas-me tanto, tanto de ti
Que me sinto abandonada
Chorando, espero-te aqui
No meu canto… sossegada

****
Cidália Ferreira

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

"Ao encontro de corpos à luz do luar"

Ao encontro de corpos à luz do luar
Desejo que queima com intensidade
Dois corpos colados  num só beijar
Abraço apertado com muita vontade

Um sonho caloroso num doce desejo
Carícias trocadas num corpo carente
Meus lábios sensuais te deixam beijo
Perdida de amores por ti, esta mente

São lágrimas derramadas de ansiedade
Do encontro a dois, com cumplicidade
São afectos, são desejos, é a recordação

A saudade que sinto da pessoa ausente
Quero que estejas para mim presente
Entrego-me ao amor, de alma e coração
 *****

Cidália Ferreira




quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

"Numa Ilha deserta"...

Numa ilha deserta...
Era um sonho
Onde queria estar livremente
Tão bem acompanhada
Levar-te-ia comigo
Nem que fosse a sombra
Da minha imaginação
Tenho saudades da areia
Do sossego, da paz...
Preciso de sol, de ar puro
De ver passarinhos voar
Poder banhar-me nas águas
Límpidas, calmas, serenas
Perder-me nas ondas desfeitas
Fazer de ti meu salvador
Não me acharias de louca
Porque só tu me farias
Respiração boca a boca
Numa ilha deserta sozinhos
Feliz...Só tu me fazias!
****
Cidália Ferreira.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

"Não quero muito, apenas teu carinho"

Não quero muito, apenas teu carinho
Quero cruzar-me contigo no caminho
Quero por ti... ir até onde for preciso
Nem que tenhamos de perder o juízo

Dá-me o alento, alegria que preciso
Do conforto, da palavra, do teu sorriso
Estou Isolada num cantinho tão só meu
Ansiosa... porque não sei que mal fiz eu

Tem medo de te perder... o meu coração
Tudo que vivemos me trás boa recordação
Fica a lembrança, de quando era tua flor
Um sentimento transformado em Amor

*****
Cidália Ferreira.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Aniversário de Casamento.

Éramos os dois jovens, nascemos e fomos criados no mesmo bairro, ou seja, sempre vivemos debaixo do olho um do outro. lool

Eu acredito no destino… e tenho um lema; Nada acontece por acaso… E não!!

Começámos a namorar tinha eu 15 anos… De seguida houve alguma pressa de nos casar, loool, o forte já tinha sido assaltado,  eram outros tempos!!

E casar era um modo de fugir a certas coisas. ((no entanto o casamento cedo, foi sugerido pela Mãe))  Eu com 16 e meio  e o  Carlos com 20… DIA 20-01-1980

Tivemos dois filhos maravilhosos… os mais lindos do Mundo. :-)

Pela vida fora fomos surpreendidos com alguns percalços, coisas próprias da vida, como em todos os lares.

Passámos os dois por a mais “terrível prova de fogo” que alguém podia passar! Conseguimos ultrapassar.

Temos uma neta linda  de morrer ...Diferente.

Somos mais felizes que nunca…vivemos um para o outro. Porque quis o destino que os filhos seguissem as suas vidas longe de nós…mas, que estão muito bem e felizes… e por isso  nós somos felizes também, sempre com eles no coração.

Tentamos incutir-lhe que sigam o nosso exemplo.



Hoje, dia 20 de Janeiro de 2014 fazemos 34 de casados… tanto tempo aturar a mesma pessoa não acham??? ehehhehehhehe

Para ti, Carlos Pereira
Eu agradeço-te por tudo que tens feito por mim, pois mimas-me, aturas-me, fazes tudo por mim, bem sei que não mereço,  sei que não sou fácil de aturar, mas, sou assim...no fundo sou  boa rapariga!! O nosso destino é aturarmos-nos um ao outro, mesmo com os nossos defeitos, ninguém é perfeito! ...Mas confesso que me tens dado muitas provas de Amor!

Venham mais 34

 OBRIGADO


Cidália Ferreira & Carlos Pereira.

domingo, 19 de janeiro de 2014

Bom Domingo...


Bom dia Amigos e Amigas...

**/**

Noite turbulenta como esta
Que estávamos embriagados
De tanto amor, fazíamos festa
Perdidos … mas entrelaçados

Era um sonho lindo só meu
Trabalhou minha imaginação
Está no meu coração, o teu
Não esqueço o prazer que dão

Estes sonhos lindos mas tristes
Que me acalentam a alma
Porque simplesmente existes
E me deixas assim nesta calma

****
Tenham um Domingo muito feliz,  de Paz Amor, Alegria e boa Harmonia


Cidália Ferreira.

sábado, 18 de janeiro de 2014

"Procurei-te na solidão"

Procurei-te na solidão
Onde consegui encontrar-te
Dizias-me tu pois então
Que o melhor era abraçar-te

Estavas sozinho, perdido
Entre quatro paredes, carente
Fiz-me ao convite, devido
Ao que sentia minha mente

Encontrava-te esmorecido
Com olhar triste, já cansado
Queria ter-te aqui comigo
Um sonho que está guardado

Entre todas as dificuldades
Um dia irei ao encontro
Já não aguento as saudades
Deste meu coração tonto
**
Tenho a mente  perversa
Escrevo tudo o que penso
Nu fundo… é só conversa
O que me diverte imenso!

****
Cidália Ferreira

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

"...Sinto!"

Sinto o coração tristinho
Sinto que sou... 
Inconveniente, exagerada,
Sou de extremos, sou assim...
Um dia sinto alegria,
Outro só quero fugir,
Sinto falta da palavra,
Verdadeira e carinhosa,
Da força que antes davas,
Sei...que peço demais
Não quero fazer cobrança,
Só sei que sinto a falta,
De ti, de tudo, de todos...
A culpa foi da mudança,
Neste momento a tristeza,
Apoderou-se de mim...
Faz-me falta o carinho,
Peço desculpa se errei,
Não queria tanta frieza,
Meu coração não me fala,
Comigo…ele está tristinho!

****
Cidália Ferreira





quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

"No encanto do meu ser..."

No encanto do meu ser, eu recordo
Com carinho, toda a tua sinceridade
Que me deixa feliz quando acordo
Ao lembrar-me de ti com saudade

Vai diminuindo, a minha ansiedade
E meu gosto pela vida vai crescendo
Nos meus sonhos, só uma verdade
Que meu imaginário vai aquecendo

Nestes momentos de falsa carência
Ansiedade...minha própria demência
Gosto desse jeito, a provocar-me calor

Inconsciente, entrego-me de coração
Rebolo sozinha contigo na imaginação
Tudo faz parte...do meu sonho de Amor
*****
Cidália Ferreira



quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

"Parabéns aos 50.000"...



Apenas uma palavra!
OBRIGADO!


Em 8 meses de vida 50,000 visitantes, é caso para estar feliz!!
Há cosas fantásticas não há??...Pois há!! ...Mas a vocês o devo. 

VOLTEM SEMPRE!

Abreijos
***
Cidália Ferreira

"Idade para brincar!"

*/ *

Gosto de brincar, de rir
Aos saltos ou reboliços
Sozinha ou acompanhada
Como adulta, ou criança
Gosto, de ser  tua musa
Ser tal e qual esperança
Sem tabus ou preconceitos
Em dias meigos quentinhos
Onde perco meus limites
Com todas as brincadeiras
Fazendo uma aprendizagem
Brincando com a vida, por vezes...
Imaginado, sorrindo, para o meu
Brinquedo prefeito, que guardo...
Num canto do meu coração
E sempre por mim é tratado…
Como amor de perdição
Que gosta... 
De brincar contigo!
*******
Cidália Ferreira

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

"Suavemente fui entrando"



Suavemente fui chegando
Entre pezinhos de lã
Bati-te à porta, abriste
Fiz-me ao convite para entrar
Sentava-me ao teu colo
Olhava-te com carinho
Com saudade de outrora
Dos nossos carinhos trocados
Calorosa, a minha mente
Perversa nos pensamentos
Estremecia o meu corpo
Meus olhos que nada viam
Mas sentiam que estavas lá
No meu íntimo imaginário
Tão flutuante como eu
Com vontade de te abraçar
E contigo poder brincar
Aguardando...
O ansioso momento
Agradecendo o facto
De ter o que Deus me deu
O Amor...Que és tu e eu.
Suavemente foste entrando!
****
Cidália ferreira

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

"Saudosa esperava"



Sentada...saudosamente eu esperava
Pela pessoa a quem deixei meu coração
Por confiar… entreguei-lho para a mão
Sem  lhe poder dizer... que dele gostava

Passe o tempo que passar... quero esperar
Faça o tempo que fizer... eu quero lá estar
Demore o tempo que demorar... não esqueço
Quero muito encontrar-te...porque mereço

Procuro-te por entre minhas cartas enviadas
Não recebi mensagem, nem se delas gostavas
A tristeza me invade, deixando-me na ilusão
De amanhã te encontrar, e consolar o coração.
****
Cidália Ferreira


domingo, 12 de janeiro de 2014

Feliz Domingo



Amigos e amigas bom dia
Que o vosso domingo seja
De muito Amor e alegria
E nos vossos corações
Que haja paz e harmonia
Que saibamos todos lidar
Com as nossas sensações
Pois eu ando numa onda
De extravasar emoções
E aqui deixar recordações.
A todos eu agradeço
Pela vossa atenção
Espero que me entendam
E se acharem que mereço
Deixem a vossa mensagem
Todos sabem que agradeço
Do fundo do coração.
Obrigado

BOM DOMINGO

******
Cidália Ferreira.

sábado, 11 de janeiro de 2014

"Porquê?"

Porquê ?
Pensamento tão cruel 
Imaginei este momento
Que me olhavas
Com teus olhos ternurentos, carentes...
Convidava-te...
A entrar neste meu mundo
Imaginário, e solitário
No meu corpo desnudado
Ser imaginada, acariciada
Imaginar-te, seduzir-te
Com minhas mãos, tocar-te.
…Queria...
Entrar em teu coração
Poder fazer nele, morada
Num pontinho pequenino
Sem que fosse obsessão
Ser entendida, afinal...
São estas lágrimas sinceras
Que me saem do coração
Ofereço-tas, porque sei
Que no meu mundo
Tu  esperas, e...
Não me deixarás na solidão!

***
Cidália Ferreira


"LEMBRAS-TE?"



AMIGAS/OS

Lembras-te quando nos conhecemos?

Lembras-te que eu estava a recuperar não só do acidente, mas a tentar levantar-me, porque estava no fundo do poço, embora eu ocultasse muita coisa, por vergonha de contar?

E abençoada a hora!

Lembras-te que foste tu ao logo de tantos meses que me ajudaste a sair do poço? Que tantas vezes me deste nas orelhas, e que tantas vezes me fizeste ver a vida de outra maneira? Ás vezes apetecia-me acabar com a vida, e a única pessoa com quem desabafava certas coisas era contigo, e tu, para me incentivares com palavras de força, me mimavas com palavras lindas, e carinhosas que em deixavam feliz e satisfeita, conseguindo eu esquecer as coisas ruins que me aconteceram, e que me atormentavam…

Sabes à quanto tempo dura a nossa amizade? Não achas natural que sejas uma das pessoas mais importante para mim e em quem mais confie? Com quem gosto de partilhar todos os meus, bons e maus momentos, mesmo sabendo que, como pessoa sincera e frontal que és, poderei levar nas orelhas?


Preciso de me sentir motivada…Isto é levantar-me de novo!

Entrei neste curso porque fui eu que quis sair de casa, mesmo sabendo que ia sofrer, pois foi muito tempo em casa, na solidão, no sossego, sozinha…. Onde eu muitas vezes chorava horas a fio… Agora tenho que me adaptar, e espero poder conseguir o curso…

Quero que se sintam orgulhosos de mim,  prometo que por ti... por mim... por todos nós, eu vou lutar, e vou conseguir, eu vou vencer…Acredita…Acreditem!!

Preciso do tal abanão!!...Lembra-te, que me tiraste do fundo do poço!

Claro que a família é muito mais importante neste caso, mas tem por hábito passar paninhos quentes... e eu preciso de mais.

************
Cidália Ferreira

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

"Sentada no meu Cantinho"

Sentada 
Sozinha  no meu cantinho,
…rodeada
De tantas mentes,
Das várias capacidades,
São casadas, divorciadas,
Ou simplesmente solteiras
Mas somos todas iguais,
Ninguém é mais que ninguém,
Cada uma quer dedicar-se,
A este curso tão importante,
Para a vida do idoso...
Que carece cada vez mais,
De gente profissional,
Muitas já com experiência.
Quero aprender a gostar
E por isso eu testar,
Minhas capacidades mentais.
Meu intimo está incapaz,
De assimilar tal esforço,
Por isso vou lutar, 
Para me poder orgulhar,
E um dia consiga dar,
Carinhos conselhos, e até,
As suas fraldas trocar...
De suas vidas tratar...
Poder com eles cantar,
E suas histórias ouvir,
Agradecer o meu esforço,
E até poder sorrir!...
****

Cidália Ferreira.