segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Balanço-me, entre paredes, sozinha.


Balanço-me,     
Dentro de quatro paredes  
Abafando minhas mágoas  
De carênciasaflições  
Das tristezas e desilusões   
Sinto meu peito inflamado  
Talvez por não teres mostrado  
Tudo aquilo que mereço  
E que meu coração quer,  
Balanço-me  
Entre ventos passageiros  
Entre lágrimas de desespero  
Entre abandono, também  
Dos meus tristes pensamentos  
Onde dentro dele mora   
Muitos outros sofrimentos, 
Balanço-me   
Entre paredes, sozinha 
Entre teclas e lágrimas   
Letras e poesias.  
Pensamentos e agonias! 
*** 
Cidália Ferreira 

29 comentários:

  1. Um excelente balançar de palavras. Adorei ler. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Um balouçar entre paredes pleno de tristeza e agonia talvez pela incerteza e mágoa instalada no teu coração...um poema muito bem construído dominado por palavras tristes mas fortes e belas...um fantástico poema para terminar esta semana...um grande beijinho e uma semana feliz e sempre com um grande sorriso no teu rosto e coração

    ResponderEliminar
  3. Triste e lindo balançar! Bela inspiração e poesia! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Amiga, bom dia !!!!!
    Como compreendo esta tristeza de saudade daqueles que estão longe.
    Mas a vida é assim mesmo e ANTES LONGE e com a vida estabilizada, que PERTO neste desgovernado país, sem empregos nem os devidos apoios sociais.
    Regista-se, por isso, a saudade e a certeza que estão bem e com o pensamento presente.
    Apelo por isso à compreensão da nossa poetiza e que depressa volte o sorriso e a Alegria de viver, com pensamentos e sentimentos MAIS positivos.
    Se a vida fosse só e sempre chocolate, andávamos sempre a derreter-nos !!!!!
    - Beijinho amiga e Feliz semana !!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Amiga Cidália, sensibilidade pura, embora triste, mas de uma beleza que toca as almas sofridas!
    Amor deveria ser só alegrias, mas infelizmente não, pois se entrega o coração!
    Abraços linda amiga!

    ResponderEliminar
  6. Querida passando para lhe desejar uma ótima semana.
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Triste,mas uma linda inspiração amiga Cidália.
    bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. um balançar de palavras muito nostálgico.

    quero mais cor nessa poesia!

    boa semana

    beijinho amigo

    :)

    ResponderEliminar
  9. oi Ci

    As vezes a gente se sente assim... sozinha entre lágrimas e a solidão....

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde Cida.. lindos versos como sempre.. continue a versar sempre assim.. bjs

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde, por vezes sentimos-nos sós entre paredes que causa tristeza, mas são só ventos passageiros que nos transporta para a felicidade no meio das flores.
    AG

    ResponderEliminar
  12. A imagem de um certo balanço de náusea, de uma incomodidade que tem de ser afastada.
    xx

    ResponderEliminar
  13. Lindo poema triste, se é que se pode falar assim, amiga Cidália; entretanto, foi a impressão que tive ao ler.
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  14. Baloiço que baloiça tristeza, quando deveria balançar alegria
    Gostei mas achei de uma tristeza que dói.
    Beijo

    ResponderEliminar
  15. oi Cidália
    Seus poemas transbordam e enche meu coração de sentimentos vários _ ora alegria ora melancolia mas sempre de forma bonita que de tão bonita tem um pingo de tristeza.
    Coisas dos poetas... Parabens,sempre.
    Passo deixando meu voto de Boas Festas _ que seja um terminar de ano cheio de Paz _ todo o resto será consequência.
    Se o aniversariante for honrado teremos um belo 2015
    Que assim seja
    obrigada pela presença carinhosa e pela amizade ,
    Feliz Natal!

    ResponderEliminar
  16. Querida Cidália
    Um balanço poético muito triste!
    Mas a solidão leva-nos à tristeza, é verdade!
    Faço votos para que, nesta época festiva, o seu coração se encha de alegria, com a presença dos seus entes queridos.
    FELIZ NATAL.
    Um beijinho
    Beatriz
    (Publiquei de novo.)

    ResponderEliminar
  17. Noto muita tristeza na escrita, Cidália.
    Boa semana.
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Tristemente lindo!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Um balanço de tristeza!

    Excelente poema!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  20. Sempre numa tristeza tremenda!
    Porquê?
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. Que linda forma de deságua a alma. Parabéns, Amei ler. Bjs

    ResponderEliminar
  22. Balançamos com as folhas de uma palmeira em meio a uma ventania, amiga. Entre paredes então, o balançar fica mais difícil ou mais intenso, já que não podemos balançar de vez e sair dali, preso entre as paredes. beijos e parabéns.

    ResponderEliminar
  23. Olá Cidália
    Neste balanço entre quatro paredes existe alguém bem perto para amenizar a tristeza e este alguém é Deus. Bjs querida amiga.

    ResponderEliminar
  24. DEUS esta em cada segundo da sua vida ele é tudo
    e já mais ele nos deixa triste.
    Curta e siga o meu canal
    https://www.youtube.com/user/NekitaReis

    ResponderEliminar
  25. Um balanço demasiado tristinho, Ci...

    Beijinhos, muitos

    ResponderEliminar
  26. Marco Aurélio - Brasil16 de dezembro de 2014 às 22:33

    Cidália... é impressionante tua capacidade de expor sentimentos de tristezas num poema... Ventos passageiros.... dores, desespero....uma costura triste de um tema triste, porém de uma beleza poética que só você sabe costurar!!!
    Você a cada post melhor....

    ResponderEliminar
  27. OI FLOR
    Triste mais lindo. Parabéns pela boa escolha." Nada na nossa vida é por acaso.
    Deus, todos os dias, abre um mar de bênçãos
    para nós, mas Ele espera que a gente
    confie e atravesse o caminho! "
    Com carinho
    Ana

    ResponderEliminar