sexta-feira, 7 de novembro de 2014

...Esperei (...)


Na minha varanda, esperei  
Sentada num cadeirão  
Apreciava a chuva cair  
Que invadia meu coração,  
Em meu rosto triste, cansado   
Caem lágrimas de saudade,  
Cai a chuva intensamente  
Pelos beirais castigados, 
Como dor, que de repente 
Se tenta apoderar  
Do meu corpo desvanecido,  
Sentada aqui sozinha  
Vejo a noite chegar  
A chuva não quer passar  
 E o vento não me traz nada,  
Sozinha no cadeirão  
Estou numa luta constante  
Conversando com meu coração  
Que se encontra  
Num desespero, distante... 
*** 
Cidália Ferreira 

21 comentários:

  1. Noite chegando, sozinha na varanda, chuva que não para, e claro, a saudade em forma de lembranças ou de esperanças.
    Lindo, Cidália!!

    Beijoo'o

    ResponderEliminar
  2. Tristeza nesse cenário..Mas a poesia, linda! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Vem a chuva e o vento e o desespero sempre junto, Cidália beijos.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderEliminar
  4. És tu e eu sentada na varanda, mas o meu cadeirão é tão confortável....-)
    Compreendo a tristeza, Cidália. E o vento que não traz nada...
    Lindo!
    xx

    ResponderEliminar
  5. Foi num cadeirão ouvindo a chuva a cair...o vento soprar...teu coração desesperar...surgiu esta linda inspiração embora triste, do tema saudade...adoro este poema..muito bem construído e com grande intensidade..um grande beijinho e um abraço

    ResponderEliminar
  6. Um poema muito triste, como o tempo... mas muito bonito.
    Bj

    ResponderEliminar
  7. Boa noite, Amiga

    Tens um poema mesmo como o tempo!! Mas adorei, como sempre. que nunca percas esse talento.

    Beijinho, Cidália.

    ResponderEliminar
  8. Amiga, à noite a tristeza quase sempre se aproxima...
    Doce inspiração. Bjusss

    ResponderEliminar
  9. Muito lindo, inspirada nesses versos!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  10. Uma triste espera amiga Cidália,mas com uma poesia de encantar.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  11. LINDO COMO SEMPRE, MAS TRISTE..

    MARGARIDA

    ResponderEliminar
  12. oi Ci


    Conversar com o coração é lago mágico, esperar é algo desgastante só o tempo poderá acertar aquilo que é verdadeiro.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  13. Querida amiga Cidália, o jeito de encarar situações na vida varia de um indivíduo para outro. Por exemplo, o quadro poético pintado pela amiga, de aspecto triste à primeira instância, para um amante dos ambientes lúgrubes e solitários pode significar o Nirvana.
    Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde, a chuva pela noite representa as lágrimas da saudade, o poema representa a realidade, é lindo.
    AG

    ResponderEliminar
  15. Que o pretérito tenha ficado no passado e agora, se conjugue o presente sem esperas.

    Muita felicidadade!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Quem espera, desespera.

    Felicidades
    MANUEL

    ResponderEliminar
  17. Lindo poema amiga, mas porquê sempre triste?
    Beijinhos
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  18. Boa noite amiga, este poema está lindo e inspira-me para responder-lhe em rima.....vou tentar !!!!

    Que lindo este poema
    Que vindo de uma "pequena"
    Que "se farta de chorar"
    Com as suas poesias
    De sonhos e fantasias
    Nos anima todos os dias
    Mas nos deixa a pensar...
    E a nós, simples "assistência" (leitores)
    Não passa com indiferença
    As palavras que nos dá
    Daqui lhe enviamos forças
    Palavras, por vezes toscas
    que se arranja por cá.
    E a poetiza sente
    Que pode contar com a gente
    Mesmo em modo virtual
    Pois amigo que se preza
    Pelos amigos faz reza
    E nunca lhe quererá mal
    Assim, sentados no chão
    Poetisa em cadeirão
    Pensando em suas paixões
    Pode a cântaros chover
    Que nós daqui, pode crer
    Sempre lhe damos a mão........

    Boa noite amiguinha e um excelente fim de semana.
    Beijinho !!!!!!

    ResponderEliminar
  19. Magnífico poema, Cidália! No caldeirão todas as dores e tristezas misturadas, moídas com alegrias e saudades...formam a poção da Vida.
    Um grande abraço!
    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar