quarta-feira, 8 de outubro de 2014

...Não desistas de me ver

...//...
Na lembrança
Em que meu peito se sente
De tão triste solidão, de afeto
Que por ti tenho,
Alegravas com emoção
Este pequeno coração,
Cai a lágrima de tristeza
Das saudades que já sente,
São partículas de uma vida
Que se soltam intensamente
E ceifam a minha alegria,
Já te sinto a escapar
Por entre meus dedos trémulos,
Quero dar-te meu conforto
Recuperar o teu carinho
Sentir que existes em mim,
Pensamentos que fazem doer
Ao esbarrar-me no amor,
Lembranças que não têm fim
De todo este meu caminho,
Peço-te, 
Não desistas de me ver…
***
Cidália Ferreira

28 comentários:

  1. Grito de amor...numa alma triste...que anseia por algo que pensa que lhe está a escapar. Gostei de ler. Não gostei da tristeza nas emoções.
    Poeticamente muito bonito esse grito da alma em obediência ao clamor do coração.
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Poesia e pedido ao final lindos! bjs,m chica e lindo dia!

    ResponderEliminar
  3. Um alto grito de dor e quiçá, de desespero. E quantos sofrimentos verdadeiros assim pairam por esse Mundo fora ?
    Mas toda a gente sabe que o que chega parte e o que parte regressa, o tempo é mestre e ensina-nos sempre a poisar os pés nas partes mais sólidas.
    Beijinho amiga, gostei do poema e do grito !!!!!!!!!!!!!!
    - Feliz quarta feira !!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  4. Grito de angustia, bom dia querida Cidália, beijos

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema Cidália.
    Mas triste este querer...que as vezes escapa pelos vãos dos dedos.
    Um ótimo dia abençoado!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderEliminar
  6. Esse é sempre um grande pedido,para aquele que amamos.
    Bjs amiga Cidália e obrigada pelo comentário lá no blog do Viviani.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. oi Ci

    A solidão é algo que corroí nosso coração, parece que ela anda de mãos dadas com a sdd...

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  8. Estou te lendo, é só o que posso fazer.
    Admirar quando escreves coisas bonitas.

    ResponderEliminar
  9. Oi Cidália,
    Cá estou, mate essa angústia
    Você merece ser feliz
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Amiga, lindo...mas triste.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Belíssima súplica poética, Cidália.

    Lembrou-me a rosa triste que, olhando sua imagem no espelho de um lago, pensou: quantos corações partidos e quantos olhos seriam preciso para formar todo o teu espelho de lágrimas?

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  12. Um pedido assim, romântico e cheio de amor, quem vai negar. Lindo Cidália. bjs

    ResponderEliminar
  13. Pedido romântico já mais minguem deixa de ti ver, belo poema
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  14. É verdade Cidália, não podemos voltar atrás no tempo e viver aquilo de que temos
    saudade, mas o futuro está aí e traz-nos novas experiências, beijo amiga

    ResponderEliminar
  15. Lembrança e solidão andam juntas, não podemos voltar para trás infelizmente, Cidália beijão.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderEliminar
  16. Um pedido urgente, que depende do coração de outrém.

    Beijo

    ResponderEliminar
  17. Passando para ti deseja um dia cheio do Esprito Santo
    com muito sucesso.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  18. Bom dia Cidália! Passando para retribuir sua gentil visita e agradecer a leitura e apreciação aos meus singelos escritos. Tê-la como seguidora do emu blog é uma honra. Muito obrigada.
    Seguirei seu blog também!
    Tenha um abençoado dia, Bjs!

    http://estilosquederamcerto.blogspot.com.br

    http://poesiameurefugio.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  19. Voltei para comentar seu poema um apelo, lindo de se ler.
    Adoro essa música. se puder mande-me o link. Agradeço!Bjs!

    ResponderEliminar
  20. É um pedido para quem ama de verdade!
    Lindo, gostei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. Lindo poema, amiga Cidália. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderEliminar
  22. Boa tarde, lindo poema na conquista do amor, mas, nada é absoluto, nada é permanente, nada subsiste no mesmo lugar, tudo é transformação.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/
    .

    ResponderEliminar
  23. Belo e melancólico poema...uma súplica que depende do amor do outro.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  24. Oi Cidália, a angustia traz doenças que nos fazem sofrer e os que nos rodeiam também.
    Muitos velhinhos sofrem maus tratos em alguns asilos e o desprezo dos parentes. Mas Deus deixou alguns anjos bons para minimizar essa solidão.
    Você é um anjo bom.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  25. A tristeza poética é tão bela como a alegria...neste teu poema enalteces a saudade e tristeza maravilhosamente e toca-nos profundamente no coração...tens um dom maravilhoso e tu sabes disso...escreves tuas mágoas que quem te lê, sente-as...parabéns amiga...continua assim a brilhar...uma grande abraço...

    ResponderEliminar