quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Na maresia onde escrevia...

Na maresia onde escrevia
O meu sonho de um dia,
Apreciava as ondas agitadas
Revoltadas com a ventania,
As folhas voavam
Era o vento que te trazia
Aos meus olhos, e me faziam
Sorrir com desejos da praia, nua
Onde só nós dois pudéssemos
Olhar-nos nos olhos
Sem serem preciso palavras,
Apenas sermos donos do desejo
Onde tudo o que se diz é poesia
Deixando escapar um doce beijo,
Aterram gaivotas estonteadas
No seu cantar, revoltadas,
Desfolha-se o livro da minha vida
Em ondas bravias transtornadas
Descrevia o que de ti sentia,
Olhava as ondas, sorria apaixonada
O meu livro voava ao vento
Do teu carinho estava sedento.
***
Cidália Ferreira

27 comentários:

  1. Aterram gaivotas estonteadas
    No seu cantar, revoltadas,
    Desfolha-se o livro da minha vida...

    um poema de encanto com de revolta, até estonteada fica a gaivota!

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, Amiga

    Através desta vidraça
    Se onde aprecio o mar
    Pode ler este poema
    E com ele estontear
    Fico assim entre as vagas
    Numa maré de desejos
    Apreciando a escrita
    De quem escreve...com beijos

    E gostei amiga. Mais um lindo poema para saborearmos o doce enquanto das suas palavras.
    Beijinho e ...........tenha uma Feliz tarde !!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  3. "[...]Descrevia o que de ti sentia, (...)
    O meu livro voava[...]" e espraiava todo o sentido da Vida.
    Um belíssimo Poema.
    Parabéns.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito do poema mas ressalvo estes versos:

    Aos meus olhos, e me faziam
    Sorrir com desejos da praia, nua
    Onde só nós dois pudéssemos
    Olhar-nos nos olhos
    ..............
    Quem estava nua? A praia ou...?... fico a imaginar

    Deixo um beijo de amizade e carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Sr Rick
      ...As duas coisas... seja bem vindo.
      Obrigada
      Retribuo o carinho.

      Eliminar
  5. Lindo que dizer já não tenho palavras quanto talento desperdiçadao gosto de mais beijinhos laurinda anjo.

    ResponderEliminar
  6. A música de fundo tráz-me recordações de um tempo que me arrepia ao ouvi-la...gostei muito,assim como os poemas

    ResponderEliminar
  7. Amei ler minha amiga poetisa, o mar é mesmo inspirador, você o tem bem aí pertinho né?
    Moro no centro de São Paulo, mesmo com casa na praia é difícil ir sempre, tudo é muito longe!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  8. Lindas palavras em referência ao mar, que inspira cada vez mais, seja os enamorados, poesias e o amor.
    Beijos querida Cidália

    ResponderEliminar
  9. O Mar como divina inspiração. Gostei muito.
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Ao desfolhar este belo livro da tua vida fui embalada pelo carinho das tuas palavras, pela maresia, pela agitação das ondas, pelo vento, pelas gaivotas presentes, resumindo por um cenário perfeito e apaixonante...o mar está a ser uma presença muito especial na tua poesia Cidália e conferes-lhe uma magia pessoal originando sempre tão belos poemas...amei...um grande beijinho

    ResponderEliminar
  11. Oi Cidália,como nos inspiramos com o mar é uma conexão de almas.
    Lindo demais.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  12. Cidália, que poema maravilhoso, tendo o mar como pano de fundo. Amei.

    Beijinhos, amiga

    ResponderEliminar
  13. Belo poema à beira mar. Já fiz alguns também, mas não lindos assim. Parabéns. Beijos.

    ResponderEliminar
  14. Soberbo poema...uma canção de amor escrita ao som do mar...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. Nobilíssimo sentimento emoldurado pela magia do mar... Encantamento!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Cidália, mais um lindissimo poema,
    bjs.

    ResponderEliminar
  17. Doce balanço de desejo imitando o mar, com direito a maresia esbaforida no curto espaço entre os corpos nus...

    ResponderEliminar
  18. Combinação perfeita imagem e versos.

    Um lindo dia pra vc

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  19. Desta incrível aquarela donde se descortina o exuberante mar a cadência dos teus soberbos versos cara amiga
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Bonito poema e sedutor.. o mar sempre motivo de inspiração. Gostei muito.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Palavras com certeza seriam desnecessárias, querida! Em meio a esse cenário e cheios de sentimentos, elas nem precisariam se manifestar. Amei!!

    beijoo'os

    ResponderEliminar
  22. Olá, Cidália. Sinto, cada vez mais, a sua veia poética crescendo e se expandindo.

    ResponderEliminar