terça-feira, 15 de julho de 2014

Esperei...

Esperei que o tempo chegasse
Momento importante, escaldante
No meio das pétalas perfumadas
Onde me perdia, despida
Com meu corpo aromado
De lindas formas e fantasias
Esperei, pelo final do dia
Deslumbrada, entusiasmada
Com vontade no meu querer...

Abri-te a porta, não te via
Até o meu sorriso caia
Ele, que tinha sido magia
Esperei, pela tua voz muda
Que ouvia em cada canto
Esperei pela tua chegada
Daquela longa estrada
Onde só a ti eu revejo
Pela mesma caminhada
Esperei...
Triste, por me sentir recusada!
 **
Cidália Ferreira


16 comentários:

  1. Os amores não correspondidos fazem sofrer tanto...
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Linda inspiração e poesia de uma espera não correspondida! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Uma poesia triste,mas a espera e esperança confortará essa tristeza.
    bjs amiga Cidália.
    Lindo poetar.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Mas há uma esperança, uma luz ao fundo do túnel.
    xx

    ResponderEliminar
  5. A esperança é a ultima que morre. bjssss

    ResponderEliminar
  6. As coisas acontecem hj, e nem sempre a gente entende. Mas lá na frente vamos entender o pq das recusas.
    E sabe, hj pode ser dor, mas acredite lá na frente tem o MELHOR.


    bjokas =)

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde poetisa.. as vezes esperamos com medo de sofrer de inicio mas passamos todo o tempo sofrendo por nunca termos vivido.. esperar machuca quase sempre.. é bom sermos diretos .. bjs e até sempre

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde amiga.
    Apesar de um tanto "pesada", gostei desta forma de expressão. Traduz-se na mágoa que acaba por ser sentida por tanta gente. A solidão e uma esperança que se perde no tempo e teima em não fazer luz. Afinal, quem nunca sofrer ????
    Beijinho e boa continuação !!!

    ResponderEliminar
  9. Muito belo poema Cidália, quando esperamos algo de alguém estamos sujeitos a padecer nas expectativas.

    "Quem eu amo, eu deixo livre, se voltar é porque sempre foi meu, se não é porque nunca me pertenceu....mas espero que volte."

    Beijo


    http://omundoemcenas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. O amor rejeitado...dói!

    Magnífico poema!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Oi Cidália,
    Amor não correspondido não da certo, o amor tem que fazer morada dentro de dois corações apaixonados
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  12. Linda mensagem amiga.. compartilhei... beijos

    ResponderEliminar
  13. Amores impossíveis deviam morrer na fonte. Beijos, amiga.

    ResponderEliminar