sexta-feira, 7 de março de 2014

"Via-te passar de mão dada"


Via-te passar com outra, de mão dada
Caminhavam apressados, sorridentes
Pela praia deserta e na areia molhada
Ficam pegadas de momentos ardentes

E como se não houvesse amanhã
Eram donos de tudo em seu redor
Trocavam carícias de uma mente sã
Seus corpos extravasavam de amor

Apreciando de longe ao vosso beijo
Demorado, parecendo dado a desejo
Meus olhos por ti, se sentem atraídos

Meu triste olhar carente  de aflição
Onde tudo que lembra é recordação
De momentos que não foram vividos.

******
Cidália Ferreira





18 comentários:

  1. Bom dia amiga poetiza.
    Ao ler este poema, recordei tempos passados, onde a cobiça me levava ao desconforto, por ver nos outros aquilo que pensava nunca poder ter.
    Um simples rebuçado ou um carrinho de corda, nas mãos dos outros que julgava que julgava próximos, me fazia triste.
    Mas com o tempo tudo vamos conquistando e acabamos por ser felizes, vendo realizados parte dos nossos sonhos e anseios.....a vida é assim mesmo !!!!
    Feliz sexta-feira e excelente fim de semana....desta vez com sol.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Triste e linda inspiração!Ótimo dia e tudo de bom,bjs,chica

    ResponderEliminar
  3. Amiga bom dia poema lindo amei.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  4. Que nostálgica poesia.

    Ver o nosso amor de mão dada com outra.

    Há que recomeçar, virar a página.

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Ver o nosso amor, de mãos dadas com outra pessoa, não é nada agradável.Já passei por isso, mais é a vida que segue.O importante é que tudo na vida tem seu inicio, meio e fim, até um amor.

    Fique sempre na paz querida amiga !
    Abraços grande,
    Dan.

    ResponderEliminar
  6. Somos surpreendidos com amores roubados e sem nos dar conta sofremos bobamente rs
    Um a linda poesia Cidália
    Que nossas recordações estejam sempre além do que perdemos .Sempre há ganhos à frente,
    abraço

    ResponderEliminar
  7. oi Ci

    A vida é feita de encontros e desencontros.
    Não é legal a gente ver o ser amado com outra pessoa.
    Mas fazer o que né?
    Só podemos desejar felicidades, e que a gente seja feliz em dobro.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde Cidália!
    Mais um belo poema...
    Também já passei por esse triste episódio, quando era menina e moça..
    Roia-me de raiva, tudo passou.
    Desejo-lhe muitassssss felicidades, pelo que vejo merece muito
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Muito belo, mas recordar o que não se viveu é muito triste. Muito pior do que chorar sobre leite derramado.
    xx

    ResponderEliminar
  10. Um poema que traduz um momento não-feliz.
    Isso, todavia, durante a nossa vida sucede.
    Beijinhos e votos de um bom fim de semana.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  11. Poema triste mas com uma grande mensagem de desejo, amor, paixão

    Gostei do sentimento inserto nas tuas palavras.

    beijo

    ResponderEliminar
  12. Olá,
    recordações que não foram vividas, recordações sentidas que voltarão para serem vividas.
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  13. Oi amiga Cidália,um pouco triste,mas uma poesia repleta de versos lindos.
    Feliz dia Internacional da Mulher.
    Bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  14. Um poema com descrição tão perfeita e bonita, que podemos visualizar a cena ao ler.
    abraço, bom final de semana.

    ResponderEliminar
  15. Oi Cidália
    Poesia linda e triste
    Mulher nenhuma merece isso. XÔ!!!
    Beijinhos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. Lindo poema,mas triste!!
    Eu não aguentaria ver isso!!
    Adorei Cidália,beijinhos.

    ResponderEliminar
  17. Um soneto que descreve um momento bem desagradável e triste, mas bem construido. Um bj querida.

    ResponderEliminar
  18. Querida CIdália
    Uma situação que acontece,infelizmente!
    É triste, mas deu origem a um lindo poema.
    Muitos parabéns.
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar