sábado, 29 de março de 2014

Onde andas tu venerado sol

Onde andas tu meu venerado sol
Que te procuro por todos os cantos
És teimoso, acanhado, qual girassol
Que germina em áridos campos

Estamos esperando tua luz, cansados
Porque já vai longo o frio inverno
Nossos sentidos se sentem saturados
Do desnorteio do tempo, feito inferno

Sofrem as árvores as plantas, e as aves
Sofrem os campos nas suas plantações
Todos ansiamos por tempos mais suaves
Onde andas, que não aqueces os corações.

******
Cidália Ferreira

11 comentários:

  1. Com esse chamado, logo, logo ele chegará e alegrará a todos! Lindo fds! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Amiga belas palavras cheia de uma emoção forte do fundo
    do coração amei.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  3. Linda poesia, qd o sol se esconde, fez me lembrar uma poesia que um dia marcou a minha vida. Ela falava de como o jardim ficou triste sem o sol. Qualquer dia quem sabe vou posta-la, Amei a poesia. bjss

    ResponderEliminar
  4. Um poema brilhante cheio de luz, esperança, desejo, fantasia
    AMEI
    Beijo e um Sábado feliz.

    ResponderEliminar
  5. Oi amiga Cidália,ainda bem que hoje ele está lindo dado-nos muita luz e calor,principalmente no Estado em que resido.
    O dia torna-se mais alegre.
    Mas precisamos de água,muita chuva,para não ficarmos sem esse líquido precioso.
    Adorei seu poetar.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Oi Cidália,
    Não adianta perguntar ao Sol, pergunte aos nossos governantes, que por ambição estão destruindo a natureza.
    Só uma certeza, eles morrerão também.
    A tristeza está só na poesia.kkk
    Obrigada pelo carinho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  7. Lindos versos, logo o Sol brilhará por aí, aqui ele está ficando bem clarinho tão distante estamos ficando dele, deixando tudo quase frio!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  8. Belo poema , Cidália, nessa bonita chamada pelo sol!
    xx

    ResponderEliminar
  9. Boa noite, Cidália. Lindo poema.
    Certamente o sol virá a alegrar o coração de todos nós, não a ponto de causar desconforto, mas com a paz e a calmaria de seus raios repletos de calor.
    Tenha um fim de semana de paz!
    Beijos na alma!

    ResponderEliminar
  10. Poesia linda Cidália. Mas logo o sol voltará a brilhar amiga e tudo ficará quentinho. Aqui está um calor daqueles. Bjus

    ResponderEliminar
  11. Querida Cidália, se fosse possível eu lhe enviaria o calor causticante do nosso sol. Aqui, com a chegada do outono, está melhorando, mas, continua quente.
    Beijo e bom domingo!

    ResponderEliminar