sábado, 30 de novembro de 2013

"Sentada num triângulo de..."


Sentada num triângulo de pedra laminada
Onde passeava num dia de sol brilhante
Recordava os tempos em que ali trabalhava
Admirava as andorinhas em dança alucinante

Imaginava poesias saídas da minha boca
Pensando na liberdade da minha juventude
Rebelde, inocente, embora parecesse louca
Ser honesta e sincera é minha sina e virtude

Escrevo para vós com todo o meu carinho
Leio tudo com amor com redobrada atenção
Ser poetisa nunca esteve no meu caminho
Apenas sou romântica e sigo a voz do coração.


************
Cidália Ferreira.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

"És como um raio de sol"



És como um raio de sol que  ilumina
Cada amanhecer da minha inocência
Meu sorrir faz parte de toda uma vida
Meus sonhos… da minha irreverência

És como os pingos da chuva caindo
Nos molhando em momentos felizes
Dançando de braços abertos, rindo
De uma amizade linda… como dizes

Percorro tua mente fértil, muito meiga
Teu coração derretido como manteiga
Deixando em mim boas recordações

Tuas tristezas  me causam mau estar
Cada dia que chega, contigo quero falar
Deixando felizes nossos lindos corações
*******
Cidália Ferreira

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

"Estado de alma"


O meu coração anda triste
Não é culpa de ninguém
Apenas da minha cabeça
Que à muito não anda bem
Por vezes falta coragem
E alegria também
Tenho momentos infelizes
Vontade de desaparecer...
Mas com ajuda de alguém
Vou superando momentos
Deixando escapar o sol
Em tardes tristes e frias
Eu e o meu coração
Dentro de quatro paredes
Cá vou passando meus dias.
Deixando cair por vezes
Lágrimas de solidão.
********
Cidália Ferreira

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

"6 Meses"


Seis meses já se passaram,
Outros mais estarão para vir,
Agradeço a cada um,
 Que aqui deixou seu carinho
E também....
Por não me deixarem desistir,
Todos vocês me fazem falta,
 Aqui no nosso cantinho.

Passinhos  eu já dou, 
"Mas  ainda sou criança",
Lentamente vou subindo,
Com alguma emoção,
Prometo continuar a merecer, 
A vossa consideração... 
Para cada um que aqui comenta 
Obrigado...
E um beijo...de coração.
****
Cidália Ferreira


Visitantes: - Mais  de  38900 ...
Seguidores:- 208...


terça-feira, 26 de novembro de 2013

"Numa noite de luar"

Numa noite de luar
Agitam-se águas turbulentas
Abanam ramos, caem folhas
Sopra uma brisa do rio
Enquanto espero na margem
Sentada naquele pedaço
De relvado iluminado…
Guiando os meus sentidos
Marcados pela saudade
De um anjo protector
De afectos que me acalmam
Que me geram sensações
De uma ausência cruel...
Já é sentida a atração
De uma mente desnudada
Não pela perfeição
A juventude já se foi
Mas para mim ainda fica
Recordações dos momentos
Em que espero por ti, na margem
Numa noite de luar
Vendo águas a balançar
E sorrir... 
Por libertar  pensamentos
*****
Cidália Ferreira

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"Sozinha converso..."

O tempo passa …caminho sem direcção
Perco-me entre areais por onde procuro
Pedaços de ti, separados do meu coração
Que um dia perdi, aguardando o futuro

Pisando o areal, sentei-me sobre pedras
Esperando que passasse a “tempestade”
Sonhei que voavas num pára-quedas
Acordei do sonho, que parecia realidade

És como as pérolas que geram sensações
Deixando-me pensativa, sofrendo emoções
Entre ternuras e fantasias para recordação

Procurava por ti … nesse lugar deserto
Areais tão bonitos onde tudo é incerto
Sozinha,  converso com meu coração
 *****
Cidália Ferreira.


domingo, 24 de novembro de 2013

"Feliz Domingo"



Bom dia Amigos e Amigas…

Hoje o meu Domingo vai ser um pouco diferente.
Como já é de vosso conhecimento, tenho o meu cunhado internado. Hoje à tarde vou fazer-lhe uma visita ao Hospital a Coimbra.

Ainda não tinha dito nada, mas o tumor que lhe foi diagnosticado é benigno, graças a Deus!
Está em estudo... Estão a ver se é tratado sem que seja preciso ser operado, prometo ir dando notícias.

Desejo-vos um excelente Domingo repleto de amor e paz. 
Sejam felizes
**
Beijinhos


Cidália Ferreira

sábado, 23 de novembro de 2013

Como Padrinho... sê bem vindo"


Boa tarde Amigos e Amigas
Talvez muitos não saibam, mas este Blogue  abriu com a ajuda do meu grande amigo, Ricardo, pessoa por quem nutro um grande carinho e RESPEITO..
Teve também ajuda de uma outra Amiga. 
Então hoje decidi convida-lo para Padrinho do meu blogue
************

Cidália Ferreira

"Avista-se um Pássaro"



[Foto minha]

Avista-se, um pássaro que voa
De onde fugiria ele…
Pousando, de vez em quando
Em arvoredos farfalhudos
Soltou-se de uma gaiola
Apanhou-se em liberdade
Bateu asas de felicidade
Mas qual pássaro abandonado
Nem pelas tempestades
Ou pelo sol que brilhava
Pousava no cimo da árvore
Onde ouvia bem de baixo
Outros pássaros...
Que lindamente cantavam
Parecia que o chamavam
Esvoaçava de alegria
Saltando de ramo em ramo
Para não ser apanhado
Depois de observar
Que alguém o fotografava
****
Cidália Ferreira

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

"Triste acordava"

Triste, acordava  amargurada,
De um pesadelo...
Uma lágrima corria no rosto,
Sozinha,  cama  vazia,
Tentava recordar,
 Dizias-me, cansei...
Tirei-te do meu coração.
Destroçada, pensava,
Porque deixaria de estar
Nesse cantinho tão especial
Que dizias ocupar?
Porquê eu? se tu ainda está no meu?
Um sentimento bateu,
De tristeza, ou por fraqueza,
Por não ter conseguido ser,
Como eu queria, sem ser,
Daquele jeito selvagem,
Onde apenas...
A palavra é recordação,
Ajuda-me, a sair deste triste pesadelo,
Diz-me...
 Se ainda ocupo esse cantinho
Do teu doce coração
*******
Cidália Ferreira


quinta-feira, 21 de novembro de 2013

"Coração esperançado"



Sol radiante quentinho, e uma tarde maravilhosa
Em minutos de liberdade por onde caminhas agora
Recebo presente oferecido, sentir-me-ia … uma rosa
Vais apreciando beldades, e o tempo que faz lá fora

Sem saber por onde olho, dominando pensamentos
Sentada no meu degrau apreciando o sol a brilhar
Alguém sussurra, e eu vou partilhando momentos
Imaginando o que não vejo, mas a ver o teu olhar

Escutava ao mesmo tempo uma voz quente atraente
Não era do sol nem tempo, seria um sonho  acordado
Meu desejo de à muito, por brincadeira ficou quente
Pelo sol que brilhou hoje, e um coração esperançado

********
Cidália Ferreira



quarta-feira, 20 de novembro de 2013

"Parque dos Amores"

Avista-se, o sol a tentar esconder-se
Do parque da minha Cidade
Um local saudável, florido
Com frescura e muita sombra
Cantinhos escondidinhos
Especial dos Amores
Perdidos, apaixonados
Que passeiam de mãos dadas
Pelo parque…
Do coração da cidade
Onde por muitos é visto
Com certas antiguidades
Tratadas com muito carinho
Pelas pessoas que se dignam
A explorar e a limpar…
Escondem-se aqui passarinhos
Amores, e muitos segredos
No meio dos arvoredos.
Já caiem folhas de Outono
De várias cores, já cansadas
Castanhas e amareladas 
Folhinhas já esfarrapadas.
Os canteiros em descanso
À espera de nova época
Que possam ser arranjadas
De novo voltar a florir
Que façam namoros sorrir
 Aproveitar o melhor da vida
À noite poder observar
O famoso Pôr-do-sol
Do Parque D’ Alta vila

****
Cidália Fereira

terça-feira, 19 de novembro de 2013

"Como Mulher... Sou"

Como Mulher que sou: ...Sou,
Muito pouco aventureira,
Ansiosa demais, mas muito reguila...
Como Esposa sou: ... 
Pouco atenciosa,
Mas muito carinhosa, mesmo não parecendo,
Ser teimosa é um defeito meu…
Mas... sei ser amorosa nos momentos certos,
Sou muito explosiva … Mas dá-me e passa logo.
Como Mãe…Sou: ...
Com "um coração pequenino",
Que sofre em demasia...
Por Amor que tenho pelos meus rebentos,
Que cada vez estão mais afastados de mim,
Fazendo-me forte para que não se percebam.
No fundo, pareço dura, desinteressada,
Mas sabes Deus o que sofro sozinha.
Sou Sensível… não me considero Guerreira,
Mas sim com um coração enorme, sofredor
Castigado pelos percalços da vida,
Onde suporta tanta coisa,
 Que ás vezes torna-se pequeno demais, para tanto….
Mas com tudo o que tenho passado,
Dou por mim que cada dia me torno mais forte,
Para enfrentar obstáculos, e saber  ajudar a superá-los...
A pior coisa que em podem chamar é rancorosa, e invejosa,
São dois “nomes” que não se encaixam em mim.
Sou muito dura por vezes… 
Mas... Como Pessoa...Sou,
Muito sensível aos problemas dos outros
Sou eu…
*****
Cidália Ferreira.


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

"Contratempos da vida"

João Carlos é um rapaz pacato, educado, trabalhador,  bom Pai e um excelente Marido. Com um casamento de 20 anos.

João Carlos à uns tempo para cá que não se andava a sentir bem, vindo mesmo a perder faculdades físicas e mentais, (dores no corpo, muito cansaço, esquecimento, agonias, suores frios, etc).
João Carlos, foi ao médico de família e tinha os triglicéridos muito altos…ficando medicado! As melhoras nada.

Na passada sexta-feira o rapaz foi buscar a esposa ao trabalho, e pedindo para que conduzisse ela porque via tudo turvo…

A esposa foi de imediato com ele ao SAP…onde foi atendido sendo aconselhado a ir a uma casa de óculos, ou seja, a doença era miopia, foi tal e qual assim!

O Rapaz foi, fez o exame…No final o Dr. que lhe fez o exame disse-lhe: Olhe, eu até lhe poderia receitar umas lentes, ficava a ver um pouco melhor, mas, eu muito honestamente nem lhe vou dar nada, porque o que eu vejo por de trás dos seus olhos, é algo que não está ao meu alcance…Aconselho-o a ir a um oftalmologista especializado o mais rápido possível.

Bem, o rapaz foi de novo direito ao SAP… Onde já apanhou outro médico, contou de novo a “história” … Onde o Médico lhe disse; isso é muito grave, vou dar-lhe um conselho para ser rápido. Amanhã, sábado, vai a Coimbra a uma urgência, diz que andava a passear no shopping e sentiu-se mal, só assim poderá ser consultado rapidamente! E assim foi… foi consultado, fez um TAC…conclusão…

Ao João Carlos foi-lhe diagnosticado um tumor na cabeça! O Mundo desabou à volta dele. João Carlos foi transferido para o Hospital do seu distrito, ficando internado e esperando por fazer uma ressonância, medicado a cortisona, onde vai fazer todos aqueles exames para verificar a dimensão e se, é maligno ou benigno…Mas será operado…

João Carlos é um rapaz muito sensível, muito pouco capaz de superar psicologicamente, eu digo mesmo, ele à parte de tudo precisa de ajuda psicológica. Mas acredito que ele vai vencer este caminho muito duro que tem pela frente.

João Carlos faz este dia 18/11 / 2013 -44 anos

Que nunca percamos a  esperança.


FORÇA: João Carlos...TU vais vencer!!

domingo, 17 de novembro de 2013

"A saudade que me fez sorrir"



Entre “nossos” carinhos
Desejados…imaginados
Que me invadem a alma
Me deixam feliz
Afastam tristezas, e coisas de mim
Afagam meus desejos, me deixam assim
Em momentos “banais”
...Sem sentido
Desejando mais…o prometido
Minutos contados...um coração alegre
Pequenos instantes
 Grandes momentos
De um sonho sonhado
Sempre a fugir
Em dia de frio
Aqueço os sentidos
De uma “saudade” que nos fez sorrir

******
___________________________________________

Desejo-vos um excelente Domingo
De muita  paz e Amor
Sejam felizes
Abreijos


*/*

Cidália Ferreira

sábado, 16 de novembro de 2013

"Um carinho para vocês"

Passo a passo, a caminho da “felicidade”
Cada dia uma vitória, 
Cada erro uma aprendizagem,
E eu, vou chegando,
Vou lendo, vou escrevendo…
Realidades, estados de alma,
Vou partilhando convosco, que me lêem,
Que me seguem,  me respondem…
Nos maus momentos, e nos bons.
Hoje escrevo para vós,
Com todo o meu carinho,
Agradecendo os momentos…
Em que todos estão presentes,
Sempre, a cada dia,
Sem limites, ou barreiras…
Vão-me deixando com carinho,
Um pouquinho de cada um,
E sempre a mensagem de força.
É por vocês que me empenho em escrever,
Sei que também é por mim, mas…
Sozinha, nada faria sentido…
Porque, cada comentário vosso, 
 Dá-me força e alento para que,
Todos os dias entre neste blogue a sorrir,
Mesmo quando em apetece chorar,
Mas... E porque vocês são especiais,
Aqui fica uma flor para cada um,
Em forma de agradecimento,
E por favor, continuem-me acompanhar,
Porque todos nunca são demais!
Sintam um abraço meu.




Obrigado

Cidália Ferreira

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

"Nova Consulta"

[Juízo do trabalho de Águeda]
Hoje dia 15 de Novembro de 2013, nova consulta no tribunal de trabalho, em Águeda.

Cada vez que que tenho que ir aquele “maldito” sitio, morro de ansiedade. Lol
Eu estava a contar que fosse só um /a Médico (a).. Enganei-me…

Então para começar, onde eu esperava com mais duas pessoas, estava um Fulano sentado que pensei que fosse alguém que esperasse como eu e os outros, enganei-me, era um Doutor, não sei de quê… Logo, apanhou toda a minha conversa que estava a ter a respeito de seguros tribunais e etc…

Bem, fui a primeira a ser chamada… Entrei numa sala pequena, onde já tinha entrado, numa mesa oval tinha 6 pessoas / 5 médicos, e uma assistente…

Apenas conheci 2 que era o médico do seguro, que é ORTOPEDISTA…. E a Doutora que já noutros tempos me tinha feito a avaliação e medição de cicatrizes!

Mandaram-me tirar toda a roupa, ficando em langeri, lool… E tal espreitaram, mexeram, falavam uns para os outros, nada de importante! E no fim o fulaninho que estava quando eu cheguei, sentado, Disse: Esta Senhora estava toda revoltada lá fora, e disse que nós não nos tínhamos entendido com o caso, e mandamos-la para Coimbra. A Senhora fique a saber, que tinha que ser, tinha que passar por essa consulta…Eu fiquei meia encabulada, mas respondi, sim estava revoltada, e não gostei da consulta de Coimbra, não me beneficiou em nada, parecia conversa de malucos... Eles, Ok… pode sai, espere lá fora…

Passados 15 minutos, disseram-me, pode ir embora, vamos mandar-lhe uma carta para casa.

E foi assim mais um passeio dos meus, num dia de sol lindo, com cores maravilhosas.



Cidália Ferreira

"Perdida no meio do nada"

Pedida no meio do nada,
Sem rumo,  desorientada,
Por estradas, encruzilhadas,
Caminhos sem saída...
Vou andando lentamente,
À espera que passe gente,
Que guie meus pensamentos,
Que entristecidos "caminham,"
Numa solidão constante,
Contigo no pensamento,
Nossos destinos traçados,
Dividimos sentimentos,
Por entre histórias iguais,
Vidas diferentes, delicadas,
Onde tudo são tormentos,
E por momentos, 
 palavras...
...Que podem ser fatais!
*****
Cidália Ferreira

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

"ausência"


Nesta tão dura e cruel ausência
Onde me “afogo” na música, triste
Sem controlo por minha demência
Deixo de fazer sentido, nada existe

Escondo-me entre quatro paredes
Onde nem  sombra de ti eu vejo
Passando  dias, contando as vezes
Que peço, que se realize meu desejo

Acho que adormeci, acordei chorando
Por tudo o que eu fiz, acabei perdendo
Nada interessa, nem o que estou fazendo

Ente lágrimas de desespero, me perdia
Onde quebrei regas prometidas, um dia
Apenas eu sei porque que estou sofrendo.

**********
Cidália Ferreira.
  

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

"São Rosas."



São rosas do meu quintal,
Das várias cores, que não trato,
Com espinhos aguçados,
Picando ao meu descuido,
Pego nelas com carinho,
Confesso gostar de as ver,
Crescer e a florir…
E tudo a rejuvenescer,
Pois não existe coisa igual,
Que a água da natureza,
Quando caída de cima,
Parecem abençoadas,
Cada dia uma surpresa,
Sempre rosas abertas,
Até os lindos botões,
Que abrem ao dar-lhe o sol,
Deixando cair suas pétalas,
Soltando todo o  perfume.
São lindas...
As rosas do meu quintal
A flor ...
Dos nossos corações.

Cidália ferreira


terça-feira, 12 de novembro de 2013

"Atenção"



Boa tarde, Amigos e Amigas...
 Este poste é apenas para que leiam o de baixo,( "Quando vem..." ) Ou cliquem em mensagem antiga!! Hoje teima em não sair para os Blogues...
Obrigado pela compreensão 
Um Abreijo
*****

Cidália.

"Quando vem!"...

   
Quando vem as “tempestades,”
A seguir bem o bom tempo,
Vem o sol, vem alegria,
O riso e a gargalhada,
Sou de estremos, sou carente,
Sou animada, sou doida.
Ás vezes, pereço demente,
Sem controle nos pensamentos,
Vou aproveitar os momentos.
Doar um riso a quem gosta
Um carinho a quem merece.
Um dia cai uma lágrima.
Outro aprendo “ a lição.”
Sou pequenina, sou gente,
Sou romântica incurável,
Sou de ansiedades, emoções,
Há dias que ficam marcados,
Não só pelas desilusões,
Mas alegremente eu fico,
Com o sorrir do teu coração,
Deixando belas recordações,
*****
Cidália ferreira


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Em dia de S. Martinho..


Hoje comem-se as castanhas
Com a bebida  a acompanhar
Sejam pequenas ou tamanhas
Com a água-pé para ajudar

Pode também ser a jeropiga
Bebida quentinha e adocicada
Quando bebida em companhia
Pode acabar em galhofada

Cabeças tontas e perdidas
Pela bebida, embriagadas
Duram ressacas contidas
Culpa das castanhas assadas

Quentes quentinhas, comemos
Nas adegas se prova o vinho
São tradições que mantemos
Neste  dia de São Marinho
********
Cidália Ferreira


domingo, 10 de novembro de 2013

"Deixa-me!"



Deixa-me ser feliz, hoje...

Deixa-me … oferecer-te o meu sorriso

Deixa-me … que seja eu, o teu sol

Deixa-me … que sejas a minha alegria

Deixa-me … fazer parte do sol que te aquece

Deixa-me … acariciar teu rosto amável

Deixa-me … provar dos teus lábios carentes

Deixa-me … apaziguar e acarinhar teu coração

Deixa-me … extravasar em ti, meus sentimentos

Deixa-me … olhar-te nos olhos, com saudade

Deixa-me … sussurrar-te ao ouvido, meiguinha

Deixa-me … dizer-te em sentido, atrevido

…Que … És o meu Sol a brilhar

...Que contigo quer …Brincar.
*/*
              ________________________________________



Tenham um Domingo de Paz, Amor e  muita Harmonia...
Sejam Felizes e façam alguém feliz
....
Cidália Ferreira!