sábado, 28 de dezembro de 2013

"Depois da alegria"


Depois da alegria, a tristeza
A revolta, e alguma desilusão
A casa vazia com muita frieza
Falta de aconchego ao coração

Entre as chuvas e tempestades
E alguns momentos de reflexão
Só eu sei, a falta que me fazes
Quando não te sinto a saudação

Notei indiferença e a tua ausência
Quero sentir-te... aquele teu calor
Gosto do teu jeito, e da tua essência
Só eu sei porque gosto de ti...Amor

*******
Cidália Ferreira

14 comentários:

  1. O amor não se consegue explicar, não é?

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  2. Loguinho tudo se normaliza.

    Ci,

    Tenha um 2014 regado de paz e muitooo amor.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  3. O amor não correspondido é dor!

    Magnífico poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Os sentimentos mais ricos são aqueles que pelos quais sabemos definir em nosso intimo (coração), a partir do momento que podemos nos sentir vivas dentro deste sentimento, então defino que é o mais belo e puro ato de um ser humano.
    Bjs
    Nicinha

    ResponderEliminar
  5. Depois da alegria chegou o desconsolo outra vez...Ai, mas essa casa e esse coração vão aquecer. Sentimos por vezes até falta do que não temos falta...:-)
    xx

    ResponderEliminar
  6. Lindo poema, a poetisa sensível sabe bem como é todos os sentimentos relativos ao amor, amei ler!
    Abraços e desejo também à você e à sua família um Ano Novo repleto de alegrias!

    ResponderEliminar
  7. Vamos lá a reagir então?

    Esse aconchego ao teu coração vai voltar.

    Deixo beijo

    ResponderEliminar
  8. Amo poesia, não sou poeta, mas sei apreciar belos versos. E estes, sem dúvida, são dignos de seu objecto.

    ResponderEliminar
  9. Oi Cidália.é hora de não desanimar,o Novo Ano está chegando
    e com ele muitas alegrias virão.
    bjs amiga e um Feliz 2014.

    Carmen Lúcia

    ResponderEliminar
  10. Que esse seja pra você um Ano Novo,muito iluminado e repleto de realizações.
    Feliz 2014!!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Boa noite,Cidália
    Já percebi que chegou.Sei muito bem o que está a sentir. No final do outono,como não podia passar o Natal com a filha e as netas,estive uns dias com elas.Quando voltei,a minha casa era,para mim,um local estranho.
    Faz agora uma semana que regressei,no sábado ,às 20h44. Agora são 21h. Hoje,tudo voltou ao normal.
    Tente pensar só nos bons momentos que viveu com quem muito ama.Parabéns pelo poema.
    Fique bem.
    Bom fim de semana.
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  12. A ausência de quem amamos nos deixa frágil... Vai passar. Bjus querida. Feliz domingo.

    ResponderEliminar
  13. Vim conhecer seu cantinho, amei e já estou te seguindo :)

    Que lindo poema, amei!
    Feliz 2014!

    Venha me visitar é fique a vontade, beijinhos ;*

    http://noostillo.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  14. o amor é assim mesmo, o coração toma conta do cérebro e não tem mais jeito, ele faz o que quer... poética e forte descrição de um amor... bjs

    http://umanjotriste.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar