domingo, 2 de junho de 2013

Banco alimentar contra a fome

 

Hoje termina a recolha do banco alimentar contra a fome.


Eu, hoje como tantas outras pessoas, dei o meu contributo!
Um dia jurei a mim mesma que, já mais ajudaria em alguma coisa. Por uma razão óbvia...
Tenho conhecimento que, tanto na minha zona como noutras, muita gente se aproveita para pedir, quando têm uma vida estável, quando soube fiquei chocada, pois conheço pessoas, mesmo familiares,que precisavam muito de ajuda,  e por "vergonha" não a pedem.
... Como me lembro que "amanhã" posso ser eu a precisar, quebrei a promessa!

Ninguém está livre de precisar, pode é a ajuda não chegar!



4 comentários:

  1. A Isabel Jonet que ajude!... ok, também contribuí para o Banco Alimentar e para os lucros do belmiro...

    ResponderEliminar
  2. Enquanto me lembrar dos dois exemplos que direi a seguir, o Banco Alimentar da senhora Isabel, pode esperar.

    Os exemplos:
    - Um senhor que vive em Lisboa e tem uma boa reforma, não precisa de ajuda e recebe sempre e com frequência, ajuda alimentar;
    - Uma senhora que vive em Queluz e, por doença, está impossibilitada de trabalhar, recebendo um daqueles subsídios de favor, uma esmola que ronda os 300 euros/mês, paga casa, luz e água, não tem direito a qualquer ajuda. Por duas vezes foi-lhe recusada a mesma.

    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu o entendo.
      Com factos reais,sinto-me também revoltada.

      Obrigado. Excelente semana para si também.

      Eliminar